Se você está querendo abrir uma loja virtual e não sabe o valor do investimento inicial, você está no lugar certo!

Os e-commerces se tornaram uma sensação, de forma que seja eficiente tanto para quem deseja fazer compras no conforto da sua casa – ou onde estiver – quanto para aqueles que sonham em ter seu próprio negócio.

Deste modo, muitas pessoas são atraídas por este universo que é ter um e-commerce, no entanto, muitas das vezes há uma grande dúvida que possa vir a desestimular este empreendedor: é possível criar um e-commerce com pouco dinheiro?

Há uma ideia distorcida em relação a criação de uma loja virtual, de maneira que muitos imaginam que o investimento inicial deve ser elevado. Porém, temos que isso não é verdade e que é possível sim gastar pouco e fazer um ótimo e-commerce.

Devido a popularização deste tipo de negócio, pode-se dizer que os custos para criação baratearam, de maneira que montar sua loja virtual não seja mais necessário dispor de rios de dinheiro, além de ser relativamente simples de ser montada.

Sendo assim, temos algumas orientações que podem ser fundamentais para você que planeja criar uma loja virtual. É só continuar lendo!

Abrir um e-commerce é uma saída para o Desemprego?

1- Não há valor certo para se investir

O primeiro passo a ser tomado é definir a quantia que você pode aplicar na criação da sua loja virtual, a qual deve ser ponderada, uma vez que estamos tratando de um e-commerce com pouco recurso monetário.

É importante salientar que não é possível criar uma loja virtual sem gastar nada. Caso você já tenha visto sites que anunciam este tipo de ação, saiba que ou tem custos escondidos ou o sistema da sua plataforma irá apresentar muitos problemas de funcionamento.

É interessante que o valor investido, seja dividido em duas partes primordiais, correspondentes aos seguintes setores da sua plataforma:

– Criação da loja virtual;
– Marketing Digital da loja.

A divisão não deve ser feita ao meio, ou seja, 50% do montante para cada um, mas sim, por volta de 30% ao sistema do seu e-commerce e o restante destinado ao marketing digital.

O marketing digital é tão essencial quando a plataforma em si, de maneira que é através da divulgação do seu site, que irão desfrutar do mesmo.

Você não precisa contratar uma agência digital para começar, mas considere este investimento em um segundo momento quando seu negócio já estiver dando resultado.

Quanto se gasta para abrir uma loja virtual

2- Faça um planejamento

Não é porque se trata de um negócio digital que não deve haver um planejamento. Se faz ainda mais necessário dedicar-se a um planejamento para seu negócio, quando o mesmo trabalha com um investimento de dinheiro pequeno.

Portanto, para que nada fuja do controle, busque criar um planejamento que englobe os objetivos, os recursos, as metas, entre demais fatores que estejam ligados à sua loja virtual. Planejar é poupar tempo e dinheiro!

3- Escolhendo a plataforma e-commerce

Escolher como será criada a sua plataforma e-commerce é o ponto principal para montar a sua loja virtual, uma vez que será este o sistema que irá ao ar, sendo usado pelas personas.
Sendo assim, dispondo de pouco dinheiro e querendo montar algo eficiente, você pode apostar em duas maneiras, são elas:

– Aluguel de plataformas e-commerces;
– Criação de Site (E-commerce) usando WordPress.

A primeira diz respeito a pagar uma mensalidade em troca de uma plataforma de loja virtual já pronta, de maneira que toda a estrutura e sistema já estejam prontos e o seu único trabalho, será cadastrar os produtos no sistema e escolher a forma de pagamento.

Quanto a segunda, trata-se de uma plataforma de criação de sites, a qual é muito útil e razoavelmente fácil de usar. No entanto, é necessário ter domínio da ferramenta a fim de montar corretamente o que se deseja.

Vale lembrar, que devido ao fato do e-commerce ser um site que exige um pouco mais de detalhes, talvez seja necessário utilizar certos plug-ins para melhor funcionamento.

4- Marketing Digital

É fundamental que você crie uma estratégia de marketing digital que seja eficiente e persuasiva, afinal, de nada adianta você desenvolver um ótimo site, se os possíveis consumidores não conseguirão encontrar o mesmo.

Atualmente, são utilizadas as plataformas do Google e Facebook para divulgar e persuadir as suas personas. No entanto, ambas requerem um certo investimento para que você alcance um dado número de personas.

Porém, há como divulgar seu site de maneira gratuita no Google, isto é, utilizar as técnicas e estratégias de SEO – Otimização para Mecanismos de Busca.

Com o uso destas técnicas é possível aumentar a visibilidade e importância do seu site para o Google, de modo que o mesmo não cobre por cliques, afinal cliques orgânicos não são cobrados.

Para divulgação no Facebook, é possível estar fazendo uma estratégia para cliques orgânicos, de maneira que estes são adquiridos através de conteúdos referentes ao seu negócio.

5- Um bom atendimento

Uma boa tática para diferenciar seu negócio dos demais, é investir em estratégias que visam o bom atendimento, afinal, além de ser fundamental para cativar clientes, o mesmo pode divulgar – ou recomendar – o seu site para outras pessoas.

Você pode dedicar um pouco do seu investimento no pós-venda, como uma forma de fidelizar clientes e conseguir de maneira orgânica uma boa reputação e credibilidade.

Agora que você já tem algumas coordenadas para iniciar o seu próprio negócio, é só se planejar e dar início a algo promissor!

Operação de e-commerce: não durma nunca mais

WebTrends Agência de Marketing Digital
Author

Somos uma agência digital. Marketing Digital com Foco em Resultado. Consultoria de marketing digital e criação de sites.

1 Comment

Write A Comment