• Avatar
  • por Bruno Camargos
  • Bruno Camargos é CEO da Multiweb, uma empresa de tecnologia e marketing focada em desenvolver lojas virtuais que vendem mais do que a média. Nossa loja virtual é desenvolvida em Magento e é focada em retenção, recompra e aumento de taxa de conversão.

O ciclo de compra e as práticas do Marketing Digital em um projeto de e-commerce

21 de abril de 2017
Share Button

Como consultor em uma agência de marketing digital, converso com empreendedores com seus projetos de loja virtual diariamente.  Uma das preocupações mais recorrentes que escuto é: montei minha loja virtual, e agora? Como vendo?
Há um preconceito no Brasil que chamo de “mito do e-commerce” que paira na mente de muitos empreendedores:

– Montar uma loja virtual é mais barato que uma loja física
– Vender online é muito mais fácil, pois posso vender para o Brasil todo
– Vou fechar minha loja física e ficar só com a loja virtual

Vender online ou vender offline tem dificuldades e facilidades inerentes a cada meio. O fato é que não dá para vender online sem uma boa estratégia de marketing digital. Por diversas vezes, os empreendedores estão mais preocupados em saber: loja em Magento ou em uma plataforma alugada?
Uma estratégia de marketing digital deve contemplar estratégicas para os seguintes momentos do ciclo de compras: Conhecimento > Consideração > Compra > Pós Venda
Em cada uma dessas fases, usamos uma estratégia diferente de marketing digital.

Fase de Conhecimento

Nessa fase os clientes nem sequem sabem o que comprar. É a fase em que devemos mostrar aos prospects que temos uma marca, que temos produtos que eles podem querer. Aqui podemos usar as seguintes práticas do marketing digital:

– Posts no Blog
– Posts institucionais nas Redes Sociais
– PubliPosts em outros blogs

Nesse momento do ciclo da compra, o prospect não está pronto para comprar. Ele nem se quer tem a intenção de comprar.
“Vou dar uma navegada pela internet hoje: no Facebook, em alguns blogs que gosto, em portais”

Fase da Consideração

Nessa fase, o prospect já reconhece que precisa/quer algo.  Aqui ele costuma buscar o máximo de informação sobre o produto: preço, marcas disponíveis, comparativo entre produtos, produtos similiares, etc… Nessa fase, devemos ter outro tipo de conteúdo para os prospects. Ele está buscando informações mais profundas.

– Ter uma boa presença no Google, já que o Google é o principal canal que se usa para buscar informações
– Reviews de produtos em seu site próprio
– Reviews de produtos em sites de terceiros (Publipost)
– Remarketing

“Nossa lembrei de uma bota que vi na festa ontem. Deixa eu ver algumas botas nesses sites de calçados”

Fase da Compra

Uma vez considerada a solução e escolhida a empresa que resolverá o problema, devemos expor nossos produtos, para quem está nesse estágio do ciclo de venda.
Uma boa ferramenta para isso são os links patrocinados. A ideia é expor nossos produtos para quem esteja procurando por eles, no momento em que eles estejam fazendo isso: marketing de intenção.
Outra ferramenta importante é estar bem ranqueado no Google para que as buscas dos prospects no Google, encontre os seus links e não os do concorrente.
Nessa fase, o cliente está no auge da excitação. É o momento mágico. Ele acabou de descarregar toda a indecisão de comprar ou não, ele passou da barreira da desconfiança se deve comprar nessa ou naquela loja virtual. Atingimos o objetivo!

Fase de Lealdade

Depois de transformar o prospect em cliente (compra), o ciclo deve continuar, estabelecendo relacionamento de pós-venda com o cliente. As ferramentas mais usadas para essa fase são:

– Email marketing
– Ferramentas de Reviews
– Remarketing pós compra

Depois do momento da compra é um dos momentos mais importantes. Fidelizar o cliente e fazê-lo reconsiderar novas compras é essencial. Alcançando novas compras, você vai reduzir o seu CAC (Custo de Aquisição de Cliente) e aumentar sua lucratividade. Além disso, você vai reafirmando seu mindshare na mente do cliente.
Essas sãs as fases que completam o ciclo de compra. Entender cada uma delas e saber trabalhar as ferramentas e práticas do marketing digital para cada fase em que se encontra o consumidor é vital para ter um negócio lucrativo na web.
Saber que há práticas que trazem resultados no curto prazo e práticas que visam o longo prazo também é muito importante.
Não foque apenas na fase da COMPRA.  Execute práticas para todas as fases, pois pessoas em todas as fases do ciclo entrarão em contato com suas redes sociais, marca, loja virtual, etc..

Você também vai gostar

8 erros cometidos pelas pequenas e médias lojas virtuais Apesar do mercado de e-commerce brasileiro estar crescendo de forma acelerada, mais de 60% das lojas virtuais abertas no Brasil fecham as portas em ce...
Como utilizar o Periscope na estratégia de marketing digital? Cada rede social representa uma oportunidade a mais para que empresas possam estabelecer um canal de contato direto com seu público. Nesse contexto, o...
3 motivos para investir na segurança da informação do seu e-comm... A falta de segurança ainda é um dos principais motivos que faz com que parte dos brasileiros não se sinta segura em comprar na internet. Isso signific...
Recorde: Buscapé movimentou R$250 milhões na Black Friday A Black Friday 2013 movimentou o comércio eletrônico brasileiro, quebrando todos os recordes de faturamento do setor em um único dia. Entretanto, apes...
Como registrar uma marca própria no e-commerce: passo a passo! A marca é um aspecto fundamental para quem deseja atuar no varejo online. Seja por meio de um e-commerce independente ou com a ven...
Quais KPIs acompanhar na performance de marketing do seu e-comme... O processo de tomada de decisão é uma das atividades que mais consomem energia e acaba gerando estresse em nós seres humanos, agora junte um mercado c...
E-commerce fatura R$1,9 bilhão no Dia das Mães 2017, alta de 16%... Vendas superaram a expectativa; tíquete médio dos presentes alcançou a marca de R$417 O faturamento do e-commerce no Dia das Mães, celebrado no dia 1...
Lojas virtuais devem se preparar para aumento de tráfego com iní... Com projeções cada vez mais otimistas, o varejo digital se consolida como uma das melhores áreas para se investir. Segundo a Associação Brasileira de ...
Vendas no E-commerce têm alta de 15,3% em 2015 Faturamento de vendas no e-commerce em 2015 foi de R$ 41,3 bilhões e tíquete médio subiu 12%, chegando a R$ 388 As vendas realizadas em 2015 nas lojas...
Veja como uma marca de e-commerce aproveitou a onda do Pokémon G... Marca de moda feminina online, a AMARO tem como algumas de suas premissas a inovação digital e estratégia omni-channel. Ambos os conceitos acompanham ...

SEGREDOS DO E-COMMERCE

Receba as novidades toda semana

3 comentários sobre “O ciclo de compra e as práticas do Marketing Digital em um projeto de e-commerce”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar essas tags HTML e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>