• por Nelson Brandão Filho
  • Gerente de TI, Consultor em E-commerce, MBA em Gestão de Projetos, PSM I, ITIL ® OSA, COBIT, ISO/IEC 20000, ITSM ISO/IEC 27002.

Panorama das plataformas de e-commerce

5 de fevereiro de 2019
Share Button

O crescimento do mercado digital, a mudança de comportamento e o amadurecimento do e-consumidor tornam o comércio eletrônico cada vez mais atraente e acessível aos empreendedores. Com um número crescente de plataformas procurando se desenvolver e fornecer opções mais avançadas, uma das decisões que mais geram dúvidas entre lojistas é em qual ferramenta investir.

Não existe unanimidade, cada plataforma tem seus prós e contras, não apenas em relação a funcionalidades, mas também custo, complexidade e experiência da equipe. A empresa australiana Built With, especialista em análise competitiva e inteligência de negócio mapeou a representatividade de cada player no último ano.

Panorama das plataformas de e-commerce

O WooCommerce, plugin do WordPress com foco em venda online, possui 21% de market share no mundo, seguido da canadense Shopify com 18% e Magento 13%.

O mercado americano é um dos principais no mundo, e nos traz, além de números diferentes, alguns novos entrantes.

Panorama das plataformas de e-commerce

O perfil do lojista americano é prático, com foco em velocidade, praticidade e custo. A qualidade visual e o excesso de customizações é algo secundário. Neste cenário, plataformas como Shopify (23%), Wix Store (13%) e SquareSpace Commerce (12%) não são líderes de mercado por acaso.

Quando restringimos os números ao mercado nacional, o panorama volta a mudar, com uma distribuição entre plataformas nacionais e internacionais.

Panorama das plataformas de e-commerce

Ser uma plataforma com alto grau de aderência é um indicador que não pode ser desconsiderado, porém, nem sempre é fator decisivo. Para auxiliar na tomada de decisão, abordaremos os prós e contras das principais plataformas de mercado. São elas:

Woocommerce

Nada mais é do que um plugin que possibilita a plataforma de conteúdo open source WordPress, a comercialização de produtos. Lançado em 2011, o WooCommerce tem rapidamente conquistado relevância no mercado justamente pela popularidade do WordPress. Estima-se que existam mais de 380.000 lojas no mercado mundial utilizando este plugin.

Prós: 

  • É gratuito. Apesar de sua dependência do WordPress, trata-se de um plugin gratuito.
  • Open source. Possui uma grande comunidade trabalhando para a evolução do produto.
  • Fácil instalação e utilização. Simples e prático de utilizar.
  • Ideal para novos lojistas. Uma boa opção para novos e-commerces com um pequeno catálogo de produtos.

Contras:

  • Vulnerabilidades. Devido a facilidade de instalação, muitos lojistas não contam com uma equipe técnica adequada para a manutenção do software. Todas as vulnerabilidades exploradas no WordPress serão replicadas para o e-commerce.
  • Não possui hosting. A hospedagem é de responsabilidade do lojista, ou seja, a WooCommerce não fornece hospedagem própria.

Shopify

Fundada em 2004, a Shopify é uma empresa canadense que nasceu através de um e-commerce de equipamentos de snowboard. Insatisfeito com o software de comércio eletrônico existente no mercado, um dos fundadores, um desenvolvedor, decidiu construir o seu próprio. A empresa quase dobrou as receitas anuais a cada ano desde 2013, o que mostra quão rapidamente o Shopify está crescendo.

Prós:

  • Templates. A quantidade de novos templates é alta.
  • SaaS. A plataforma utiliza o modelo SaaS (software as a service), desta forma a hospedagem passa a ser responsabilidade da Shopify.
  • Crescimento. Trata-se de uma ferramenta que tem crescido exponencialmente.

Contras:

  • Brasil. Ainda não temos uma sólida voz no mercado. Logo, a loja ainda possui dificuldades para atender 100% ao mercado nacional.
  • Pouca mão de obra. Poucos profissionais estão preparados para este desenvolvimento.

Magento

Independente do mercado, o Magento está sempre posicionado próximo à liderança. Com a aquisição da empresa por parte da Adobe, e a mudança de foco da mesma para impulsionar as vendas da versão Enterprise, o Magento tem visto seu “novo” produto, o Magento 2, amadurecer e iniciar a conquistar o mercado nacional.

Prós:

  • Open Source. Mesmo em sua versão Enterprise, a plataforma é aberta a desenvolvimento e novas implementações.
  • Propriedade do software. Todas as customizações efetuais, em boa parte dos casos, é de propriedade do cliente final.
  • Plugins: Alto número de plugins, gratuitos ou pagos.
  • Comunidade. Por seu modelo e cultura open source, o Magento conta com uma comunidade ativa trabalhando em prol da evolução do software.

Contras:

  • Profissionais de mercado. O número escasso de profissionais especialistas ainda é um dificultador, capaz de inviabilizar projetos.
  • Custo da versão Enterprise. Em sua versão paga, o valor de licenciamento ainda pode ser encarado como impeditivo para a profissionalização, uma vez que sua versão Community é gratuita.
  • Plataforma técnica. É encarado por muitos como uma plataforma técnica, com difícil gestão por parte de usuários menos instruídos.

Loja Integrada

Uma empresa do Grupo Vtex, a Loja Integrada se posiciona como sendo a solução para clientes brasileiros que querem abrir uma nova loja virtual.

Prós:

  • Baixo custo. Seu custo de setup e operação são baixos, possibilitando ao player que ainda não está faturando, ter uma opção enxuta.
  • Praticidade. Diversos módulos fundamentais já estão disponíveis para clientes Loja Integrada.

Contras:

  • Limitadores. Os planos mais simples possuem limitadores de produtos, visitas e usuários.
  • Instabilidades. Há uma grande reclamação em relação a instabilidades nos servidores.

Como pudemos ver, as opções são inúmeras, cabendo ao lojista buscar informações que possibilitem-no identificar qual a melhor opção ao seu negócio, sempre em busca do menor custo com maior retorno.

Texto publicado anteriormente no LinkedIn.

Leia também:

Metodologia: Como escolher a melhor plataforma de e-commerce para sua operação

Antes de escolher a plataforma de e-commerce, confira estes 12 requisitos

Você também vai gostar

E-commerce tem 2,6% de participação no varejo paulista Nova pesquisa da FecomercioSP, em parceria com a E-bit, revela dados inéditos do e-commerce no varejo paulista, são 16 regiões do Estado de São Paulo ...
EUA: E-commerce ganha ainda mais espaço dentro do setor de Varej... O setor de varejo está passando por algumas mudanças dramáticas: o E-commerce está capturando a maior parcela de vendas que já vimos. O BusinessInside...
Qual a importância de uma certificação ISO no e-commerce? Imagine uma empresa com estrutura organizacional definida, com líderes motivados e comprometidos que buscam constantemente estimular o engajamento dos...
Vender sozinho na internet ou em um shopping virtual? Ao comprar por meio da internet, grande parte da população não tem ideia do tamanho da operação que está por trás da tela do computador. No entanto, u...
5 dicas de SEO para e-commerce Um dos principais recursos que atrai vendas para seu e-commerce é o tráfego orgânico gerado no Google. Para conquistar esse tráfego é fundamental have...
Aprenda com os GIGANTES! 4 lojas virtuais gringas para ficar de ... O sucesso de uma loja virtual depende, além da boa qualidade dos produtos e dos serviços, de uma série de boas práticas: ter um site com boa navegabil...
9 Formas de reduzir custos com B2B Reduzir custos é um assunto chave em qualquer empresa, principalmente em épocas de crise. Neste artigo iremos explorar 9 formas que as empresas podem ...
Como aumentar a quantidade de visitantes na loja virtual? Leio bastante sites e fóruns de pessoas que buscam vender mais e mais em seus sites. Um dos temas que sempre aparecem, diz respeito a aumentar a quant...
O que há de errado com as descrições de vagas para E-commerce?... Recentemente uma série de estudos e entrevistas feitas com gestores de operações em e-commerce de todos os portes vêm revelando que falta profissionai...
Buy Box: A posição que você precisa almejar em um marketplace Um consumidor entra em um marketplace e faz a busca por um determinado produto. Apesar dos muitos vendedores, um deles é destacado como "Melhor Oferta...

SEGREDOS DO E-COMMERCE

Receba as novidades toda semana

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar essas tags HTML e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>