7 dicas para micro empresas. Todo grande empresário começou, um dia, com um pequeno estabelecimento. Fazer o negócio crescer é uma meta que deve ser perseguida e ambicionada – e, principalmente, objeto de muita dor de cabeça para alguns micros e pequenos empresários, que por vezes enfrentam dificuldades para vislumbrar como este crescimento da empresa pode ser alcançado.
Em primeiro lugar, é preciso ter em mente que fazer uma empresa crescer e desenvolver leva tempo, sendo necessário sempre manter a calma e ter paciência. Em segundo lugar, uma boa sugestão é buscar lições de práticas aplicadas por outras empresas e aprender com suas histórias de crescimento – lembrando sempre que, por melhores que sejam as práticas, elas na maioria das vezes precisam ser adaptadas à sua realidade para que possam ser bem implantadas e aproveitadas.
Além disso, é necessário definir qual o caminho que se pretende percorrer, com metas de curto, médio e longo prazo. Somente a partir daí é que poderão ser identificadas quais outras ações se tornam necessárias, de modo a atingir esses objetivos e consequentemente fazer com que a micro ou pequena empresa mude de patamar.
Sem planos, a empresa está destinada a não chegar a lugar nenhum ou, na pior das hipóteses, falir. Um bom crescimento se faz a partir de objetivos a serem alcançados.
Confira 7 DICAS que podem ajudar no desenvolvimento do negócio:

1. Encontre o equilíbrio financeiro da sua empresa

Estabeleça quais são suas despesas e receitas e a partir daí faça os ajustes necessários, definindo objetivos estratégicos e um cronograma de pagamentos e recebimentos. Elabore um fluxo de caixa, a fim de utiliza-lo como base em todas as decisões envolvendo investimentos (ou compra de produtos).
Providencie também o planejamento e controle do capital de giro – ele é mais necessário do que pode parecer, mesmo nas micro empresas – evitando a inadimplência, mantenha o equilíbrio entre os prazos de pagamentos e recebimentos, evite os desperdícios nas operações e fique atento ao giro dos estoques.

2. Preste atenção e dê valor aos funcionários

Procure identificar quais são os talentos de seus funcionários, de modo que possam auxilia-lo nas diferentes etapas necessárias à gestão de uma empresa – da administração ao atendimento, especialmente se o ramo de trabalho envolver contato direto com o público. Os funcionários são um dos recursos que podem fazer a empresa crescer rapidamente e bem.

3. Recursos Humanos: invista

Não tenha medo de investir em políticas diferenciadas de recursos humanos – busque ir além do básico de folha de pagamento, demissões e contratações. Não utilize como critério de contratação o mais baixo salário que conseguir pagar – a economia momentânea implica, muitas vezes, em baixa produtividade e falta de qualidade no trabalho.
Após a contratação, integre o novo funcionário à empresa e dê o treinamento necessário. Nem sempre as pessoas sabem exatamente o que fazer ou como fazer. E procure manter o pessoal treinado na empresa. O custo envolvido na reposição de um funcionário é maior do que a concessão de alguns benefícios.

4. Rentabilidade é uma meta, sempre

Para que sua empresa possa crescer, é fundamental que ela possua lucratividade. Por isso, tenha sempre o lucro como objetivo – otimizando procedimentos, definindo objetivos estratégicos e até mesmo delegando poderes/obrigações.
Avalie quais situações na sua empresa podem causar desperdícios – de tempo, de materiais ou mesmo das pessoas, tanto dos funcionários quanto dos clientes. A empresa tem que funcionar como uma máquina perfeitamente ajustada para que possa ser rentável – e, assim, continuar a crescer.

5. Mantenha clara a separação entre os recursos financeiros da empresa e os do proprietário

Para saber se a empresa é rentável, é necessário que o caixa do empreendimento e do proprietário sejam coisas distintas, com limites bem definidos – a empresa não pode funcionar como banco de crédito ilimitado para seu dono.
Além de prejudicar a contabilidade do negócio, a mistura pode gerar problemas tributários para a empresa e para a pessoa física, caso haja o entendimento por parte do fisco que impostos estão sendo sonegados. Estabeleça um pró-labore fixo e, se surgirem despesas pessoais inesperadas, faça como qualquer assalariado: dê um jeito ou deixe para o mês seguinte.

6. Não tema a concorrência

Evite desconhecer seus concorrentes; pelo contrário – saiba quem são e seja melhor do que eles. Não os imite. Equipamentos, procedimentos e produtos podem ser copiados, mas a qualidade e o talento das pessoas responsáveis não.
Agregue valor ao seu trabalho, diferenciando-o de forma que os clientes possuam motivos para buscar a sua empresa em vez do concorrente. Diferencie-se.

7. Tenha sempre em foco a satisfação do cliente

Busque sempre atender o cliente da melhor maneira possível: é ele quem vai proporcionar renda e lucro à empresa, e um cliente satisfeito sempre volta – além de trazer outros. Não os ignore; busque conversar com os clientes, compreender os problemas e solicitações, entender os questionamentos da perspectiva dele.
Esta conversa pode trazer insights que podem levar a mudanças ou inovações necessárias, de modo a alavancar ainda mais os seus negócios, facilitando o processo de conquistar novos clientes – e, consequentemente, aumentando os lucros futuros.

Texto do Julio Leandro para o E-commerce Brasil.

Profissional de E-commerce
Author

O blog Profissional de E-commerce foi criado em outubro de 2012 com o objetivo informar e capacitar o mercado de comércio eletrônico no Brasil.

11 Comments

  1. Avatar

    Parabéns pela matéria, sintetiza muito bem os principais desafios das pequenas empresas.

  2. Avatar
    claudenor neves pantoja Reply

    as dicas são ótimas sempre buscando esclarecer questão como gerenciar de formar ordenada todos os procedimentos para sua empresa

  3. Avatar

    Gostei das propostas de alavancagem de um Micro ou pequeno empresário. Em uma análise pessoal percorrendo sobre as propostas de crescimento, destaquei em mim mesmo uma auto-análise, observando em mim coisas que estão atrapalhando nosso desenvolvimento como empresa. O fluxo de Caixa tem misturado-se com o salário pessoal, e isso atrapalhou a saúde financeira de minha empresa. Estamos agora trabalhando na renegociação e quitação de dividas o mais breve possível. No momento já consegui tirar todos os protestos de cartório, limpei o nome nos órgãos de proteção ao crédito , mas ainda estou pagando juros e alguns empréstimos, e alguns atrasos decorrentes também da baixa do movimento varejista após o início de 2015. Este ano tem sido difícil para o comércio. No geral observo que até mais ainda para a industria, estamos passando por um momento de crise, considero que seja fruto do descontrole fiscal de nosso governo atual.

  4. Avatar

    como nao temer a concorrecia se a concorrecia trabalha a preço de custo,tipo eles trabalha por apenas a ao de obra sou vidraceiro

  5. Avatar

    Muito obrigado pela vossa 7 dicas gostei emenso. Gostaria de ter uma ajuda vossa.

  6. Avatar

    tenho uma pequena loja de forro pvc vendo produtos em geral para pvc e tanbem montamos mas tem concorrente que trabalha pela mao de obra

  7. Avatar
    Aldair do socorro xavier dos santos Reply

    Gostaria de saber como posso tá administrando os negócios de minha padaria sendo que tenho mais dois sócios

  8. Avatar

    meus nome e Márcio Soares eu tabme sou vidraceiro o que o rapaz la em cima disse e a pura verdade e muita concorrencia entre nois na vidraçaria ,mais nao temn como agente fazer nada e sim ocorreto e abrir uma sindicata para os vidreiro veja bem para os vidreiro e nao vidraceiro nois vidraceiro dependemos muityo dos vidreiro ex videriro e os q fornesse vidro pra os vidraceiro e o q esta acontencendo os vidreiro tabem estao fornessendo vidros para osvarejos e intaladors no caso se existisse uma sindicata para os vidraceiro teria como esta estao sendo adivertido ,mais nao existe pelo menos aqui em ribeirao preto nao tem eles usa os sindicato do comercio por isso que tal coisa sai fora do normal tiopo instalado trabalha com nois a 3 meses e ja desde de ja começa a exerce funcoes de vidraceiro eles nao pagao imposto os vbidreiro vende pra eles e e onde nois estamos tendo dificuldade pra tal barbaridade entao ta dificel ta como se fosse uber so ta faltando eles enventar o famaço app uber vidrods kkkkkk o que podemos esta fazendo arespeito disso ,abrir uma sindicancia aui para os vidreiro ou continuamos a ingulir a seco ,poor favor meu imal e [email protected] tel 16 994210210 preco de uma resposta pra tal brbaridde obrigado ews de já

  9. Avatar

    Obrigada pelo artigo – muito bem feito 🙂 Pois, cada um de nos, que esta tentando fazer o negócio crescer, sabe que isso não e nada fácil .Os inícios, apesar da experiência de tantos precursores, são sempre difíceis. Por isso é muito importante ter um plano, ou pelo menos expectativas 🙂 Pessoalmente, utilizo o Kanban https://kanbantool.com/pt/ – um app muito interesante e bastante fácil para utilizar.. Ajuda me planejar todas tarefas e dividir o trabalho, Recomendo para todos que querem iniciar uma pequena ( positiva :)) revolução

  10. Pingback: Gerenciador financeiro: como essa ferramenta pode ajudar seu negócio

Write A Comment