• Renann Mendes
  • por Renann Mendes
  • Sou Sócio-fundador do Profissional de E-commerce. De jan/2018 a jan/2019, liderei os times de Branding (Content Marketing, PR, Social Media e Branding), Product Marketing, área de cursos da Foxbit, fintech de criptomoedas e o projeto e primeiro ano de atuação do Cointimes. Entre ago/2016 e set/2017 atuei como head da área de Marketing da Ebit, empresa Buscapé Company, hoje Nielsen, referência em informações, certificação de lojas e inteligência de e-commerce. Entre 2012 e 2016, participei ativamente da estruturação da startup Universidade Buscapé Company, entrei na coordenação de treinamentos de E-commerce e Marketing Digital. Lá assumi também a coordenação de Marketing Digital e Conteúdo da Uni Buscapé e do Profissional de E-commerce. Desde 2013, ministro aulas de Marketing de Conteúdo para E-commerce na Faculdade Impacta e em algumas empresas de internet no formato workshop. Você pode encontrar mais informações em meu perfil do LinkedIn ou marcando um café! ;)

Zappos e a Cultura de Atendimento ao Consumidor

22 de fevereiro de 2013
Share Button

Imagine aquele escritório sóbrio, funcionários concentrados de terno e gravata, barbas feitas diariamente. Tudo branco, muito limpo, um verdadeiro ambiente de trabalho sério, como deve ser. Como deve ser? Definitivamente você não está imaginando a Zappos, ou pelo menos não deveria.
A Zappos, loja virtual americana que vende sapatos e roupas é, sem dúvida, um dos maiores (senão o maior) cases do mundo em atendimento ao consumidor. Mais do que isso, Tony Hsieh, fundador da Zappos pode ser citado mais uma vez como referência em cultura de empresa. Fundada em 1999 e vendida à Amazon em 2010 com cifras que atingiram 1 bilhão de dólares, o e-commerce se apresenta como uma verdadeira família.
Em visita essa semana do Pequenas Empresas Grandes Negócios, pudemos, mais uma vez, apreciar o escritório da empresa em Henderson, próximo à Las Vegas. Um ambiente aparentemente muito bagunçado, tenta estimular a criatividade dos funcionários. As baias daquele escritório sóbrio lá de cima ainda estão lá, só que junto de bonecos, colagens, fotos, bexigas, comida e até mesmo manequins! Tudo para que as pessoas se expressem. Veja as fotos!


Fotos da Mariana Iwakura/Editora Globo para a Revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios Online

Atendimento ao consumidor

Com metas estabelecidas como qualquer empresa, a Zappos acima de tudo confia no treinamento que dá a seus funcionários. Como seu grande diferencial é o atendimento, a empresa permite erros, mostra que é importante pedir desculpas e investir na empatia. Melhor, os responsáveis pelo atendimento ao consumidor têm autonomia de tomar as atitudes que julgar necessárias para satisfazer seu cliente.
Levando o tempo que precisar e entendendo que, por exemplo, algo deve ser enviado gratuitamente ao cliente, o produto será enviado sem maiores burocracias. A regra é ter criatividade e sensibilidade.
A ideia de conquistar o cliente é o objetivo maior. Afinal uma compra recorrente sempre será mais valiosa que uma primeira compra. Se o cliente voltou é porque sua experiência foi positiva. Com um alto grau de satisfação, ganha-se recomendações e consequentemente uma corrente.  A busca é pela lealdade espontânea dos clientes e até mesmo economia (!) com marketing. O Marketing deles é totalmente espontâneo.

Cultura

Tony Hsieh defende que o maior ativo da Zappos é a cultura. The Zappos Family Culture Book, é livro que mostra a cultura da empresa. Com o foco principal nos próprios funcionários, ele oferece um verdadeiro manual anual da cultura Zappos, o que cada valor da empresa significa para eles, fotos e muito sobre o comprometimento com a satisfação plena do consumidor, a experiência de compra online que procura prover o melhor serviço possível.
A intenção é que a Zappos não seja associada à seus produtos, e sim à qualidade do serviço. Entenda os valores:

“À longo prazo, queremos que as pessoas associem a Zappos com grande atendimento/serviço, e não com sapatos…” “…temos um ditado: somos uma empresa de serviços que aconteceu de vender sapatos. E roupas. E bolsas. E acessórios. E eventualmente tudo e qualquer coisa.”

1) Entregue o serviço WOW (Uau!).
2) Adote e incentive a mudança.
3) Crie diversão e um pouco de esquisitice.
4) Seja aventureiro, criativo e cabeça-aberta.
5) Persiga o crescimento e o conhecimento.
6) Construa relacionamentos abertos e honestos.
7) Construa um time positivo e espírito de família.
8) Faça mais com menos.
9) Seja apaixonado e determinado.
10) Seja humilde.

E você empreendedor, já encontrou seu diferencial competitivo? Atendimento deveria ser sempre o ponto de partida de qualquer empresa que trata com pessoas, mas normalmente as empresas esquecem que antes de saber cuidar de seus clientes, deve saber cuidar de seus funcionários.
Quer saber mais sobre a Zappos? Leia “Satisfação Garantida“, do próprio Tony Hsieh.

Você também vai gostar

O que fazer se os Correios não entregam na casa do cliente? O Brasil é um país de proporções continentais, o que torna o sistema de logística em território nacional um grande desafio para quem possui e-commerce...
7 fatores que influenciam na tolerância do cliente no SAC Com o constante crescimento da expectativa dos clientes sobre a qualidade do atendimento das empresas, é cada vez mais importante que os gestores dos ...
Por que investir na automação de processos de monitoramento e au... Tornar os processos mais eficientes e garantir que os clientes executem suas atividades com segurança. Para que as empresas alcancem esses objetivos, ...
Como melhorar os processos pós-venda do seu e-commerce? Sua empresa tem uma estrutura de e-commerce primorosa: com um layout responsivo, produtos de qualidade reconhecida, meios de pagamento seguros, serviç...

SEGREDOS DO E-COMMERCE

Receba as novidades toda semana

5 comentários sobre “Zappos e a Cultura de Atendimento ao Consumidor”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar essas tags HTML e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>