A gente já falou aqui sobre chargebak e explicou porque isso acontece em uma loja virtual. (Se você não leu o texto ou não se lembra, vou contar rapidinho aqui: é quando a operadora estorna o valor da compra por suspeitar de fraude virtual, ou até mesmo por má fé do cliente). Hoje eu darei algumas dicas de como se prevenir, através da Análise de Risco.
Primeiramente, você precisa conhecer um pouco do seu negócio e qual o comportamento de seu cliente ao comprar na sua loja virtual. Assim você irá perceber quando uma compra sai fora do padrão. Outro comportamento suspeito é quando o comprador realiza muitas compras em um curto período de tempo e com muitas parcelas. Quando alguma compra é feita assim, ative o sinal de alerta e ligue para confirmar.

Outra estratégia bastante eficaz está em definir ações a serem tomadas em determinadas faixas de preço. Por exemplo: ligar para o telefone cadastrado nas compras entre R$ 100 e R$ 199; ligar para o telefone cadastrado e confirmar alguns dados nas compras entre R$ 200 e 299 reais, e assim por diante. Essa ação é barata e já poupa de muita dor de cabeça.
Há também a possibilidade de contratar sistemas de análise de risco, como o Fcontrol, por exemplo. Acontece, porém, que a maioria destes sistemas realizam análises de compras de no máximo R$ 5 mil. Portanto, se a sua loja tem um ticket médio acima desse valor, é interessante reforçar ainda mais a política de análise de riscos.
Como você pode ver, pra fugir do chargeback não precisa de figa, réstia de alho nem vassoura atrás da porta. Alternativas simples podem te ajudar a evitar esse tipo de stress e complicação!

Avatar
Author

É formado em administração de empresas com especialização em Marketing digital e gestão de vendas e apaixonado por tecnologia e comercio eletrônico. No mercado de tecnologia desde 1997. É um dos sócios da D Loja Virtual e é o responsável pela área comercial e marketing da empresa.

Write A Comment