• Renann Mendes
  • por Renann Mendes
  • Branding, Content Marketing e Comunicação. Sou Sócio-fundador do Profissional de E-commerce. De jan/2018 a jan/2019, liderei os times de Branding (Content Marketing, PR, Social Media e Branding), Product Marketing, área de cursos da Foxbit, fintech de criptomoedas e o projeto e primeiro ano de atuação do Cointimes. Entre ago/2016 e set/2017 atuei como head da área de Marketing da Ebit, empresa Buscapé Company, hoje Nielsen, referência em informações, certificação de lojas e inteligência de e-commerce. Entre 2012 e 2016, participei ativamente da estruturação da startup Universidade Buscapé Company, entrei na coordenação de treinamentos de E-commerce e Marketing Digital. Lá assumi também a coordenação de Marketing Digital e Conteúdo da Uni Buscapé e do Profissional de E-commerce. Desde 2013, ministro aulas de Marketing de Conteúdo para E-commerce na Faculdade Impacta e em algumas empresas de internet no formato workshop. Você pode encontrar mais informações em meu perfil do LinkedIn ou marcando um café! ;)

O Instagram funciona para e-commerce?

8 de maio de 2015
Share Button

O Instagram ainda pode ser considerado um mundo misterioso para muitas lojas virtuais. Em 2015 tenho percebido um movimento bem interessante de marcas grandes e pequenas na rede social pensando no e-commerce especialmente.

O aplicativo (que já anda bem amigável para leitura em desktop) não vive mais apenas de fotos de gatinhos fofinhos, selfies com o cachorro, pratos de comida e paisagens estilosas.

Agora em abril, o Instagram anunciou que iniciaria no Brasil a veiculação de anúncios de marcas selecionadas. Ainda no mês passado aparentemente a marca “deu mais passos em direção ao e-commerce” ao adicionar links para páginas de produtos nos anúncios.

Porém, antes de pensarmos nestes anúncios de e-commerce no Instagram devemos tomar partido que algumas práticas simples podem ser bem efetivas.

Tanto para você que é um pequeno empresário que tem orçamento apertado, quanto para quem já está numa etapa mais avançada do negócio e pode evitar de gastar dinheiro com publicidade sem antes saber o retorno que a mídia pode proporcionar.

Observando grandes marcas de e-commerce montei estas cinco dicas para aumentar as chances de sucesso da sua marca na rede social.

Instagram é MOBILE

Pode até parecer óbvio. Infelizmente não é. O Instagram funciona fundamentalmente como aplicativo para smartphones.

Se você vai apontar os seguidores para o e-commerce, seu e-commerce PRECISA estar perfeitamente otimizado para o acesso pelos dispositivos móveis. Um exemplo?

instagram-tokstok

A Tok&Stok tem um conceito muito legal, fotos bacanas e quando você entra no e-commerce pelo celular… O tamanho não é adequado, é preciso fazer as tradicionais piruetas com o dedos para aumentar e diminuir a tela.

Ora fica grande demais, ora pequeno demais, não sobreviveu ao Mobilegeddon. Hora de ressucitar.

Capriche no “About”

Lembra do “pitch“, o discurso para ‘vender seu negócio no elevador’? Aqui o conceito é semelhante, você tem pouco espaço e tempo para convencer que você é a marca mais legal para ser seguida.

Sua descrição deve ser criativa, precisa e direta. Aqui é bem recomendado também incluir um link de entrada para seu e-commerce. Se este link for para uma landing page específica para quem vem do Instagram, melhor.

Estamos falando em criatividade, Ponto Frio com seu Pinguim é referência no assunto. Olha que descrição interessante e com link para loja.

Só este “fico no Twitter” que não entendi, não estamos no Instagram? E olha que a descrição do Twitter deles é diferente. Acho que pecaram nisso e em não atualizar desde janeiro de 2015.

instagram-pontofrio

Palavra de ordem: Criatividade

Nada de colocar a mesma foto de fundo recortado que você está utilizando na loja virtual. Muito menos copiar e colar o texto da sua descrição. Seja criativo!

A originalidade é tudo que um usuário de Instagram procura. Seguir marcas que apenas replicam conteúdo de outras mídias não soa nem um pouco atrativo. Quem faz isso direito no e-commerce?

Recomendo seguir a Netshoes. O conteúdo deles pode inspirar para suas próprias ideias.

instagram-netshoes

Planeje seu conteúdo

Não pense nos temas separadamente, pense também no todo. Sem planejamento podem acontecer publicações seguidas em que a marca está vendendo ou oferecendo alguma oportunidade. Estas publicações são muito importantes, mas não podem cansar o seguidor.

Pense em cada interação e em todas ao mesmo tempo, variando abordagens, temas divertidos, sérios e oportunidades. Meu exemplo da vez é da Amazon.

Post com vídeo de promoção para ganhar a câmera fotográfica do Instagram, publicações para o Dia da Terra e Dia da Árvore, receita de café da manhã, diversão com o cachorro no fim de semana, depoimento de cliente pela eficiência do Amazon Prime, comemoração da chegada do fim de semana, aniversário de um serviço oferecido, montagens divertidas e muito mais.

Eles dão voz à marca, sem cansar mostrando produtos com o objetivo de vender o tempo todo. O seguidor procura muito além disso, ele quer conhecer a marca, o relacionamento entre marca e seguidores está em primeiro lugar.

instagram-amazon

Converse com as pessoas e seja encontrado

A lógica é muito simples e mais uma vez, óbvia. Instagram é uma rede social. Em redes sociais as pessoas conversam. E ninguém vai conversar com você, se você não conversar!

Nunca deixe alguém que espera sem resposta, mas também estimule estas interações.

Marcar seguidores já conhecidos e que interagem mais funciona muito bem. E não perca a oportunidade de utilizar o poder das hashtags! Elas vão ajudar (e muito!) os interessados no assunto que você está falando à te encontrar.

Eu sou fã da Cultura da Zappos, o diferencial deles é o relacionamento com o consumidor. Veja este post, sempre incluindo hashtags e muita conversa com as seguidoras, como se fosse mais uma delas.

instagram-zappos

Leia também:

Sem filtro: 14 estatísticas para investir em sua marca no Instagram

E você, está utilizando o Instagram em prol do seu e-commerce? Como estão os resultados?

Você também vai gostar

Quanto é uma boa taxa de conversão? Qual é a taxa de conversão do seu negócio? Será que ela é uma boa taxa? Saiba a resposta Se alguém respondesse para você qual é uma boa taxa de conve...
1 atitude que o empreendedor PRECISA tomar para salvar seu negóc... Desde que comecei este blog como editor, foquei em uma missão diária simples e clara: informar e educar. O empreendedor de e-commerce, o profissional ...

SEGREDOS DO E-COMMERCE

Receba as novidades toda semana

6 comentários sobre “O Instagram funciona para e-commerce?”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar essas tags HTML e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>