A taxa de conversão é definida como a proporção de transações bem-sucedidas em relação ao número de compradores que chegam à página de pagamento. Uma transação é considerada bem-sucedida quando o dinheiro chega com segurança na conta do comerciante.

Alcançar 100% de conversão, provavelmente, não é um objetivo realista para nenhuma empresa. Mas, otimizar a Experiência de Pagamento para que os clientes concluam sua compra com sucesso irá, certamente, acelerar o crescimento dos negócios.

Mesmo a menor mudança pode ter um impacto perceptível nos resultados, o truque é conhecer onde fazer as alterações. Nossa abordagem à conversão divide a Experiência de Pagamento em três principais pilares.

1- Checkout e Iniciação

A ascensão e maturidade dos canais de vendas online e mobile, juntamente com um ecossistema cada vez mais sofisticado de dispositivos e aplicações conectados, tornaram a experiência de checkout do cliente mais complexa do que nunca.

Criar e manter uma experiência de usuário de alto desempenho consistente com esse conjunto de canais em constante evolução não é fácil. O sucesso requer uma sólida compreensão de diferentes tecnologias, tendências de mercado e hábitos dos clientes.

A experiência do usuário é a chave para impedir que compradores desistam. Os comerciantes devem projetar e otimizar as páginas de checkout para que os clientes possam inserir, facilmente, a quantidade mínima necessária de informações. E a tokenização deve ser empregada para que os clientes não precisem preencher repetidamente os mesmos campos ao longo de muitas visitas.

Fundamentalmente, oferecer uma variedade de opções de pagamento personalizadas é essencial para o sucesso em todas as regiões, para que os clientes tenham a opção de pagar com o método e a moeda de sua preferência.

2- Autenticação e Gerenciamento de Fraude

A fraude tem um impacto direto na taxa de conversão e ocorre de várias formas. Para combatê-la efetivamente é importante que os comerciantes encontrem o equilíbrio certo entre segurança e conversão.

A implementação dos controles mais rígidos reduzir, significativamente, as taxas de fraude, mas pode criar um aumento correspondente de falsos positivos, ou seja, quando uma ferramenta de prevenção de fraude identifica erroneamente a transação de um cliente genuíno como suspeita e bloqueia. Se as compras genuínas forem negadas, isso resulta em perda de receita e pode desencorajar os clientes de realizar futuras compras.

As principais áreas de foco aqui são o desenvolvimento de uma imagem clara da análise de fraudes e a otimização dos controles de fraude. Novas ferramentas que incorporam a inteligência artificial e machine learning podem melhorar a precisão das decisões de fraude e levar a maiores conversões.

3- Autorização e Remessa

Os comerciantes precisam adquirir estratégias e abordagens técnicas para trabalhar com diferentes partes no ecossistema de pagamentos para aprovar e liquidar transações.

Isso se torna, particularmente, desafiador quando se expande para mercados internacionais, o que significa que os comerciantes estão sujeitos aos requisitos domésticos exclusivos para processar pagamentos nesses novos mercados.

Existem várias maneiras de abordar isso, incluindo a criação de uma entidade legal local para processar transações no mercado interno e a parceria com um PSP que possui conexões com vários adquirentes de cartões locais.

A navegação nas idiossincrasias locais das decisões de autorização envolve monitoramento e otimização constantes e, em alguns casos, pode ser benéfico encaminhar transações com falha para um adquirente secundário de “backup” para uma nova tentativa. Com os parceiros de tecnologia certos, o roteamento automático pode aumentar a autorização sem praticamente nenhum impacto na experiência do cliente.

Portanto, para melhorar a Experiência de Pagamento e otimizar sua taxa de conversão, recomendamos um processo composto por três etapas:

  • Diagnosticar – analise os pontos de dados na Experiência de Pagamento e construa um entendimento claro do que ajuda e dificulta a conversão;
  • Atuar – defina objetivos mensuráveis e teste minuciosamente diferentes soluções em potencial para melhorar a Experiência de Pagamento;
  • Monitorar organize revisões para manter e melhorar continuamente os KPIs.

Quanto é uma boa taxa de conversão?

Nick Tubb
Author

Nick Tubb, Vice-Presidente Comercial da Ingenico ePayments

Write A Comment