Tags Posts tagged with "moda"

moda

Várias perguntas aparecem na cabeça de uma mulher na hora de fazer compras online. Quais são as tendências da próxima estação? Qual é a cor mais fashion do momento? Onde buscar inspiração?

Pensando nisso, a Stylight fez um estudo sobre os produtos mais procurados no site e as tendências mais fashion no e-commerce de forma geral. Reunimos vários dados super inspiradores sobre comportamento do consumidor ao longo dos três primeiros meses de 2016 e criamos um infográfico interativo com base nesse estudo. 😉

Quando compramos…

Stylight-What-women-want-When_we_shop-2

 

 

 

 

 

Domingo de noite é o horário de maior movimento na Stylight

Keep Calm e… Continue comprando!

Stylight-What-women-want-value-Brasil

 

 

 

 

 

150 bilhões de reais – Valor movimentado no e-commerce fashion do Brasil no ano de 2015

Dados do mercado

Vários dados do e-commerce brasileiro e também de comportamento do consumidor foram reunidos pelo estudo. A conclusão não poderia ser diferente: a categoria de moda é uma das que mais cresce.

Só esse mercado, segundo o Google Varejo. movimentou 150 bilhões de reais em 2015 no Brasil. O reflexo disso é também o aumento de quase 15% no número de produtos no nosso site. Com um mercado cada vez mais desenvolvido, nada mais natural que o tráfego mobile também ganhe destaque. Cada vez mais os nossos usuários acessam  a partir dos nossos apps e dispositivos móveis. Sobre isso, falou o nosso Diretor-Executivo, Max Müller:

“Como o e-commerce mobile ganha cada vez mais o seu momentum, nós focamos na nossa estratégia mobile. Sabemos a importância de uma boa experiência de usuário nesses dispositivos e como isso afeta o nosso consumidor nos diferentes canais.”

Segundo os dados da E-bit, a categoria de Moda & Acessórios lidera as vendas no e-commerce brasileiro desde 2013.

Leia mais sobre isso:

E-commerce mantém crescimento em 2015

As maiores influências

Top 3 ícones de estilo do primeiro trimestre de 2016

Stylight-What-women-want-Kendall-Jenner

Kendall Jenner

Stylight-What-women-want-Gigi-Hadid

Gigi Hadid

Stylight-What-women-want-Kim-Kardashian

Kim Kardashian

Pesquisa por produtos
Stylight-What-women-want-Trend-up

Batas boho +++

Body ++
Colete +

Stylight-What-women-want-Trend-down

Moletom —

Sandália gladiadora —
Vestidos de couro –

Inspiração pura

Elas estão em praticamente todos os lugares. Kendall Jenner, Gigi Hadid e Kim Kardashian são as atuais musas das redes sociais e inspiram milhões de internautas mundo afora. Para ser mais exata, as três juntas somam 135 milhões de seguidores no Instagram (sendo 53.2 de Kendall, 66.1 de Kim e 15.7 de Gigi).

Basta qualquer uma delas utilizar uma roupa que as lojas esgotam os estoques. E por falar em roupa, o que entra e o que sai de moda nesse primeiro trimestre? No site da Stylight Brasil, a procura por peças de moletom, sandália gladiadora e vestidos de couro caiu bastante. Em compensação, peças de outras épocas voltaram à tona, como é o caso das batas e dos coletes.

As tendências

Produtos favoritos

Trends-BR

Visual clássico e sexy

A mulher brasileira sempre dá preferência à peças bem sexy e que valorizam o corpo. A prova disso é que os vestidos longos (tanto os casuais, como os de festa), além do jeans skinny continuam em alta no nosso site.

Look de trabalho? Camisas sociais de seda e o bom e velho scarpin nunca saem de moda. E para acertar no look, combinar qualquer visual com uma peça da cor bege não tem erro.

Top marcas

Quando se trata de tênis, pode até ser que o clássico Converse All Star lidere as buscas, mas no ranking geral das marcas, são as empresas brasileiras que predominam. A Vizzano é a marca mais procurada na nossa lista, que também conta com a Colcci e a Usaflex.

Top 5 marcas de bolsa mais procuradas

Stylight-Designer-Bag-Brands

1. Colcci

2. Phive Rivers
3. Santa Lola
4. Luz da Lua
5. Adidas

Promo? Claro!

Designer-Bag-up

29% de aumento na procura por bolsas de marca na temporada de promoções

As queridinhas das mulheres

Na época de promoções, qual o primeiro item que você pensa em comprar? A maioria das mulheres opta pela bolsa, um dos artigos mais procurados no e-commerce de moda de forma geral. As top 3 marcas das usuárias da Stylight Brasil são: Colcci, Phive Rivers e Santa Lolla.

Gostou do conteúdo do estudo? Faça o download do infográfico completo no site da Stylight.

Veja também:

Guia de Marketing Digital para seu E-commerce de Moda

O mercado fashion na internet tem se tornado cada vez mais competitivo. Basta jogar uma palavra-chave no Google, como por exemplo, “Vestidos estampados”, e você vai perceber como é grande a variedade de lojas e sites que disputam pela atenção dos internautas. Líder de faturamento no e-commerce brasileiro há anos, a categoria mostra ser uma das melhores áreas para investir no segmento.

Como fazer, então, para diferenciar seu e-commerce de moda da forte concorrência? A gerente de vendas Renata Batista, da Stylight Brasil, compartilhou 3 grandes dicas para quem trabalha com negócios digitais de moda. Confira:

1- Identifique suas buyer personas

Se o seu e-commerce ainda não tem uma persona, é hora de começar a trabalhar nisso desde já. O conceito de público-alvo é muito genérico e não ajuda muito no planejamento estratégico da empresa. Mulheres de 18 a 35 anos não é suficiente.

Qual é a renda mensal da consumidora? Quais revistas ela lê? Quais redes sociais ela utiliza mais? Essa consumidora prefere experimentar mais com o próprio estilo ou procura itens de qualidade, mais caros? Investir tempo em pesquisa gera mais resultados a longo prazo.

2- E o mobile?

Há muitos e-commerces que simplesmente não podem ser acessados via celular. Ou as imagens ficam distorcidas, ou o texto da página fica cortado… Ou, pior ainda: A fonte é pequena demais e o consumidor mal pode clicar nos produtos. Adapte o seu site para que o internauta possa acessá-lo com o celular.

Depois que o Google anunciou que o tráfego mobile ultrapassou o do desktop em 10 países diferentes no ano de 2015, não é mais preciso justificar a importância desse investimento, não é mesmo?

3- Cuide (mesmo) das redes sociais

Temos uma equipe responsável apenas pela parte de conteúdo e curadoria das redes sociais. Depois de começar a investir mais tempo nisso, tivemos ótimos resultados: tanto feedback dos clientes sobre a nossa atenção ao consumidor, quanto o tráfego direcionado das redes para o nosso site melhoraram muito.

Tomar conta do Facebook, Twitter, Instagram e do YouTube demanda tempo, planejamento e bastante criatividade. Mas em um país onde 47% da população tem um perfil nas redes sociais, é fundamental utilizar essas ferramentas para se comunicar bem com o público.

Entrevista

renata-batistaRenata Batista é Business Development Manager para o Brasil da plataforma Stylight. Ela trabalha diretamente na sede da empresa em Munique, Alemanha.


Em primeiro lugar gostaria de apresentar a Stylight para poder, acima de tudo, esclarecer nossas respostas. Nossa empresa é sediada em Munique, na Alemanha, e existe desde 2008. A Stylight é uma plataforma virtual de moda e lifestyle presente em 15 países.

No nosso site, o internauta pode pesquisar por produtos de diferentes marcas nacionais e internacionais de maneira rápida e segura. A Stylight é um agregador (ou marketplace), ou seja, o internauta sempre finaliza as compras no site da loja, não no nosso, pois não comercializamos nenhum produto diretamente. O diferencial da nossa plataforma é a parte de conteúdo.

Além de termos duas magazines (uma em alemão e outra em inglês – a versão brasileira deve ser criada ainda esse ano), nós também trabalhamos com campanhas de conteúdo, como infográficos, imagens e vídeos dentro da temática fashion.

Agora, vamos às perguntas:

1) Por que investir mercado brasileiro?

A Stylight começou a investir no mercado brasileiro em Fevereiro de 2014. Como os planos da empresa envolvem a expansão global dos negócios, o que mais fazia sentido era começar pelo Brasil, dentro da América Latina.

A Stylight também decidiu investir no nosso país porque o e-commerce fashion local é bem forte e conta com grandes nomes estabelecidos no mercado, como Shop2gether, Zattini, Oqvestir, etc.

2) A crise econômica não preocupa?

A crise econômica é um desafio sim, mas o e-commerce de moda está em um setor que, apesar da instabilidade econômica, se consolida cada vez mais no Brasil.

O fato de estarmos presentes em mais 14 mercados também é uma coisa que fortalece a nossa empresa a nível global, além de ajudar na captação de investimentos para os mercados locais, o que é uma grande vantagem para nós agora.

3) Moda é a maior categoria do e-commerce brasileiro (em volume de vendas). Dada a importância do setor no Brasil, como fazer para se diferenciar da concorrência?

Nossa principal resposta para essa pergunta é: conteúdo de qualidade. Na Stylight, temos duas magazines que combinam a parte de compras com inspiração (notícias sobre moda e lifestyle). Produzimos artigos, infográficos, imagens, vídeos e outros diversos tipos de conteúdo que ajudam a inspirar a leitora na hora de fazer compras.

mionistas
Os Minionistas, a Stylight transformou os maiores nomes da moda em Minions.

Um site com conteúdo de qualidade é bom não só para o bom posicionamento em termos de SEO, mas também porque cria um engajamento com o público e faz uma grande diferença nas vendas.

Nossa ideia é expandir as magazines para todos os países que a Stylight está presente até o fim do ano. Além das magazines, nós também temos um time responsável por Content Marketing, que produzem as nossas campanhas de conteúdo (materiais produzidos específicos para a web que nos ajudam a divulgar o nome da empresa para a mídia).

Um caso de sucesso nosso foi o dos Minionistas (transformamos os maiores nomes da moda em Minions). O material foi utilizado em 54 países, e publicado em 11 Elles e 5 Cosmopolitans ao redor do mundo. Essa campanha teve um reach de 80 milhões de pessoas e foi até compartilhada nas redes sociais por Victoria Beckham, Karl Lagerfeld e Marc Jacobs.

4) Quais os desafios de trabalhar para o Brasil, mas a partir do mercado europeu? Há diferenças substanciais ou as estratégias de e-commerce são as mesmas?

É desafiador trabalhar para o Brasil a partir do mercado europeu. A maior dificuldade é, embora seja óbvio, a distância. No Brasil, participar de reuniões presenciais é super importante para fechar parcerias, por exemplo. Como estamos longe, nosso time procura fazer viagens frequentes ao Brasil, além de manter contato por telefone, Skype e e-mail com a imprensa e parceiros.

Quanto às diferenças, podemos citar o fato de que no Brasil, nós ainda focamos muito em vendas quando falamos de Marketing. Enquanto isso, na Europa, fatores como a visibilidade da empresa na mídia, o engajamento nas redes sociais e outros aspectos da parte de Comunicação e Marketing são igualmente importantes no que concerne ao planejamento estratégico da empresa.

5) Quais são as regras exigidas pela Stylight para uma loja expor os produtos dentro do marketplace de vocês?

Há algumas regras básicas, como por exemplo: o website deve ser de boa qualidade, seguro, os produtos precisam ser mostrados em imagens com fundo claro, além de outras regras mais específicas em relação à feed url, o número de produtos no site e etc.

6) Qual é o objetivo de investir em revistas eletrônicas? Como isso agrega valor ao produto da Stylight?

Como eu havia citado acima, as magazines foram criadas porque aliar conteúdo e compras tem tudo a ver. Quando uma internauta busca por um produto na internet, como uma calça, por exemplo, ela quer não só pesquisar preços e fazer a compra. A internauta quer dicas de como utilizar essa calça, qual sapato combina com ela, além de mais informações sobre o produto.

A prova disso é o fato de que muitas marcas passaram a investir em fotos com a modelo de corpo inteiro no próprio site, ao invés da imagem do produto apenas. A parte de conteúdo entra justamente para apresentar esse contexto da compra para a consumidora. Nós trabalhamos não apenas com produtos, nós trabalhamos com tendências.

7) Quais são as tendências para o mercado fashion em 2016?

Em termos de e-commerce, a gente tem visto um crescimento muito rápido do mobile, que já corresponde a uma grande porcentagem do nosso tráfego total aqui da Stylight. Outra tendência bem interessante é que as empresas passaram a investir mais em conteúdo corporativo.

Não só a Stylight, como também outros e-business, começaram a enxergar um potencial muito maior nos blogs empresariais, do que há alguns anos atrás. Quando se trata de fashion e-commerce, o fortalecimento do mercado plus size (e da diversidade na moda de forma geral, representando padrões de beleza diferentes), pode ser apontada como uma das tendências.

cta-guia-mkt-digital-moda

O final de novembro está se aproximando e os internautas já começaram a planejar as compras de Natal. Como o volume de vendas no e-commerce continua a crescer rapidamente a nível global, já é possível identificar tendências e hábitos de consumo em diversos países.

Não é nenhum segredo que os últimos meses do ano são considerados o ápice no e-commerce em diversos países. A Stylight preparou um estudo com expectativas de vendas e dados gerais do período natalino.

Reunimos informações sobre hábitos de consumo, as datas de maior movimentação e curiosidades sobre o e-commerce em alguns dos países em que a Stylight está presente.

Não perca a oportunidade de conhecer mais outros mercados. Todos os insights que reunimos podem ser úteis para os seus negócios e garantem que você leve a mensagem certa ao seu público.

infografico-ecommerce-natal-2015Conteúdo anteriormente publicado no Stylight.com.br.

Todos os dias surgem diversas marcas que, querendo ou não, competem com aquelas que já estavam semi ou completamente estabelecidas no mercado. O segredo, no entanto, para empresas que querem se destacar em meio a tantas opções é o investimento nas estratégias corretas para cada público.

No caso das empresas de vestuário, uma estratégia que tem gerado muito resultado é a utilização de blogueiras de moda para divulgar as peças da loja. Felizmente essa não é uma estratégia muito complexa de ser colocada em ação. Quer saber mais sobre ela? Continue lendo!

Entendendo por que fazer esse tipo de parceria

Quando pensamos nesse tipo de solução em estratégias de marketing, é comum haver uma certa resistência. No entanto, precisamos quebrar essa visão de que não é um bom investimento, principalmente se considerarmos o mercado de moda.

Os hábitos de consumo mudaram e, por isso, precisamos atualizar as ações para garantir que a empresa acompanhe o mercado. Por exemplo, com uma quantidade considerável de empresas do mesmo segmento, os consumidores estão cada vez mais considerando opiniões de outras pessoas antes de adquirir produtos, sejam eles cosméticos, roupas, eletrônicos, etc.

Por isso, quando se trata de um e-commerce de roupas, pedir para que blogueiras influentes de moda falem sobre o produto pode ser a chave para sucesso de vendas. Elas são formadoras de opinião devido à imagem que criaram na internet e, com isso, várias pessoas as seguem nas redes sociais para receber dicas e indicações de produtos e serviços.

Encontrando uma blogueira de moda para divulgar seu e-commerce

A dificuldade agora é encontrar uma blogueira para divulgar seus produtos. É preciso considerar algumas coisas antes de escolher a profissional para esse trabalho:

• Acompanhe a rotina dos seus possíveis clientes: quais blogueiras eles geralmente seguem? Qual o perfil mais comum entre eles? Essa pessoa tem fit com a sua empresa?
Dica: Como encontrar os principais blogs de moda do país: O MODAit tem eles.

Depois de descobrir os formadores de opinião acompanhados pelos seus possíveis clientes, é hora de entrar em contato com essas pessoas. Geralmente elas possuem em suas contas (Instagram ou blog) um e-mail para a assessoria de imprensa. É hora de apresentar os produtos e as vantagens dessa parceria.

Antes, durante e após o término da campanha é fundamental manter um relacionamento agradável com a assessora de imprensa dessa blogueira. Isso pode abrir portas para renovação da parceria ou até início de novas parcerias com outras blogueiras.

Mensurando resultados

Acompanhe o desempenho do seu e-commerce após o início das parcerias. Ao fim do mês, faça as contas para saber o ROI desse investimento. Um dos maiores erros das empresas que investem em marketing digital é justamente a falta de mensuração de resultados.

Tenha paciência nos primeiros meses. É hora de construir sua imagem junto com as blogueiras e os seguidores de cada uma delas — reforce sua comunicação interna e mantenha pessoas prontas para tirar as dúvidas dos possíveis novos clientes.

Um dos maiores desafios das empresas é conseguir encontrar estratégias capazes de revolucionar o mercado e mudar de forma positiva os números no fim do mês. O investimento em parceria com blogueiras de moda tem se mostrado muito eficiente para as empresas — principalmente e-commerce de roupas e produtos de beleza.

E então, que tal investir? Você já havia pensado nessa possibilidade? Ainda tem alguma dúvida? Escreva para nós nos comentários!

Leia também: Tem um e-commerce de moda? 5 dicas para ter um blog top!

Roupas masculinas aparecem como melhor área no comércio eletrônico para os próximos cinco anos nos Estados Unidos. Mas e no Brasil, quais seriam as melhores áreas?

Por PEGN. Cada vez mais vaidosos, os homens estão impulsionando as vendas online de roupas. Segundo um estudo feito pela consultoria IBISWorld, o comércio eletrônico de Roupas masculinas foi o que mais cresceu nos últimos cinco anos nos Estados Unidos.

O estudo analisou o crescimento de vários segmentos entre 2010 e 2015 e os e-commerces de roupas masculinas apresentaram avanço de 17,4%, ficando na frente de setores mais consolidados como Eletrônicos e Bebidas. Confira a relação completa do crescimento entre 2010 e 2015:

crescimento-segmentos-2010-2015
Pesquisa publicada no IBISWorld. Dados referentes aos varejos online e offline dos Estados Unidos.

• Roupas masculinas: 17,4%
• Comidas: 16,7%
• Sapatos: 13,6%
• Saúde, vitaminas e suplementos: 13,4%
• Computadores e tablets: 11,4%
• Cosméticos: 10,9%
• Cerveja, vinho e outras bebidas: 10,8%
• Arte: 10,6%
• Joias: 8,9%
• Peças automotivas: 8,1%
• Produtos para pets: 7,1%
• Flores: 3%
• Cartões e presentes: 1,8%
• Óculos e lentes de contatos: 1,3%
• Câmeras: 0,9%

Em seguida, aparecem sites de Comidas, com aumento esperado de 12,2%, Sapatos (8,3%), Produtos de Saúde e Suplementos (7,2%) e Computadores e Tablets (7,1%). Confira a relação completa da expectativa de crescimento entre 2015 e 2020:

crescimento-segmentos-2015-2020
Pesquisa publicada no IBISWorld. Dados referentes aos varejos online e offline dos Estados Unidos.

• Roupas masculinas: 14,2%
• Comidas: 12,2%
• Sapatos: 8,3%
• Saúde, vitaminas e suplementos: 7,2%
• Computadores e tablets: 7,1%
• Cosméticos: 6,7%
• Cerveja, vinho e outras bebidas: 6,6%
• Arte: 6,2%
• Joias: 6%
• Peças automotivas: 5,9%
• Produtos para pets: 5,1%
• Flores: 3,7%
• Cartões e presentes: 2,4%
• Óculos e lentes de contatos: 1,8%
• Câmeras: 1,6%

Segundo o instituto de pesquisa, o mercado de vendas online cresceu uma taxa de 8,9% ao ano nos últimos cincos, chegando a faturar quase US$ 315 bilhões. O estudo demonstrou também que as vendas pela internet cresceram em ritmo bem mais acelerado do que em lojas físicas. Texto publicado no site da Revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios.


O E-commerce brasileiro, apesar de suas particularidades, normalmente acompanha as tendências do mercado norte-americano, um mercado mais amadurecido. Porém, vale o destaque para o fato de que a categoria de Roupas Masculinas não é a líder do nosso mercado.

Dados divulgados no último relatório E-bit Webshoppers.

A Categoria de Moda & Acessórios realmente lidera em pedidos no mercado brasileiro, porém segundo a E-bit, “Roupas Masculinasnão é a principal dentro desta categoria. Em volume de pedidos no Brasil, os homens representam 51%, porém dentro da Categoria Moda & Acessórios, são 62% de mulheres.

Veja mais números do mercado de E-commerce.

O mercado de moda foi o tema amplamente debatido no II Fórum Negócios da Moda promovido pelo Estadão e FecomercioSP em Junho de 2015.

Na oportunidade pudemos entender como as empresas estão montando suas estratégias em um momento difícil da economia, principalmente apostando em inovação e diferenciação para atender o novo consumidor Omnichannel.

Este vídeo promovido pela FecomercioSP resume como foi o encontro:

cta-guia-mkt-digital-moda

Entre todas as várias categorias de produtos no mercado digital, a que está no auge das mais vendidas é a de Moda e Acessórios, a qual representou 17% do volume total de pedidos em 2014, segundo resultado apresentado no 31° edição do Webshoppers. Atrás desta categoria, se encontra a de Cosméticos e Perfumaria/Cuidados Pessoais/ Saúde, representando 15% do volume de pedidos. Esses dados nos mostram que não há mais dúvidas sobre o segmento de moda e beleza ter conquistado um grande espaço no e-commerce.

Além do ticket médio das vendas no segmento ser significativo, de R$432,00, o índice de satisfação na categoria de produtos de moda e acessórios é de 92%, um valor considerado alto pelos especialistas do SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito) e, no segmento de cosméticos e perfumaria, o número sobe para 97%, indicando o grande potencial desses produtos.

Tendo em vista ampliar os resultados aproveitando o crescimento do segmento no e-commerce, os grandes varejistas estão investindo significantemente em estarem presentes no meio digital. Um case que ilustra a expansão de lojas bem conhecidas no mercado físico para o comércio eletrônico é o da C&A, a qual recentemente inaugurou a sua loja online para entrar na disputa deste segmento com seus concorrentes já presente no meio, como a Renner e a Marisa. Outro varejista de moda de grande porte que também aderiu ao e-commerce é a Tommy Hilfiger.3

Leia também: Tem um e-commerce de moda? 5 dicas para ter um blog top!

Marketing que fortalece o setor

Um dos fatores que colaboram para que o setor de moda e beleza continue crescendo é o alto engajamento dos clientes, pois costumam ser muito mais recorrentes do que em outros segmentos. Portanto, esse fator pode ser considerado uma oportunidade para quem trabalha com marketing de afiliados, formato de marketing digital baseado em performance no qual os anunciantes recompensam os afiliados que divulgam seus produtos e serviços.

Para esse segmento, especialmente, os programas de afiliados são muito rentáveis, pois os publishers que trabalham com moda são formadores de opinião e conseguem agregar ao seu conteúdo tudo o que o consumidor precisa saber para comprar determinado produto.

Um exemplo disso são as blogueiras de moda, que fazem conteúdos descritivos bem completos sobre determinados produtos, esclarecendo as dúvidas do seu público, influenciando e incentivando a decisão de compra dos consumidores. Nesta ferramenta de marketing digital, todos saem ganhando, tanto a marca anunciante quanto os afiliados que divulgam os produtos dos anunciantes em seus canais, recebendo um percentual pela venda realizada.

Uma prova de que investir na estratégia do marketing de afiliados para aproveitar o auge do segmento do e-commerce, é a volta e a estreia de grandes anunciantes do mundo fashion na Lomadee, como a Marisa, DafitiEnjoei e Zattini.

cta-guia-mkt-digital-moda

Toda mulher adora acessar um bom blog para conferir diversas dicas que podem ajudar nos looks do cotidiano. Portanto, se você tem um e-commerce de moda, não pode ficar de fora da blogosfera.

Um blog de moda pode atrair um número surpreendente de leitores e, dessa forma, você consequentemente aumenta a visibilidade de sua loja. Veja dicas valiosas para ter um blog de moda!

1- Cuide do visual

Seu blog deve ter uma boa aparência para atrair os leitores. Da mesma forma como o cliente se encanta com embalagens, na internet é a mesma coisa. Se um site possui um layout confuso, certamente o leitor vai fechar a página.

Entretanto, se o blog tiver uma imagem limpa e objetiva (contando com conteúdo relevante, claro), o leitor ficará online por um bom tempo nas páginas. Lembrando que a navegação deve ser simples e com conteúdo fácil para simplificar a vida do leitor.

Mobile first! É muito importante que seu blog seja responsivo. Uma parcela significativa do seu tráfego virá através de dispositivos móveis. Caso o blog não esteja preparado para este tipo de acesso, você provavelmente está perdendo interessados.

2- Organize seu conteúdo

Procure preencher o blog com tags e categorias, sempre de forma organizada, pois isso ajuda na navegação dos seus leitores, que poderão encontrar com facilidade o que buscam, indo direto ao assunto de uma maneira prática.

Separe os principais assuntos do blog em categorias e marque as tags mais relevantes. Um site de moda, por exemplo, conta com tags essenciais como fashion, roupas, looks, entre diversas outras.

Lembre-se: As tags também precisam de um padrão, elas são muito úteis e têm a função de filtro de conteúdo em seu blog. Pensando nisso, elas devem ser recorrentes e não muito numerosas. Pela tag o visitante deve encontrar outros posts que tratam do mesmo tema. Utilize-as com bom senso.

3- Deixe os vídeos e imagens padronizados

Ter imagens padronizadas é mais uma questão que envolve a boa aparência de um blog, sendo essencial para não espantar os leitores.

Ao deixar as imagens do site com um mesmo tamanho e seus vídeos com a largura padrão, seu blog fica muito mais agradável para quem lê e seu leitor certamente vai gostar muito mais. Pense nisso como uma questão quase que de higiene!

Lembre-se que é muito importante facilitar a vida do seu visitante, e isso aumenta as chances de sucesso do blog e o retorno dos seus leitores. Quando falamos em conteúdo e visual, padrões são sempre bem vindos.

Importante: Cuidado com o Hotlink! Isto acontece quando uma imagem de outro site é linkada diretamente em seu blog. Caso queira utilizar alguma imagem de outro site, baixe o arquivo e faça o upload dele em seu próprio servidor de imagens.

O hotlink é considerado Black Hat pelo Google (logo, pode prejudicar a indexação do seu blog) e compromete os números de acesso do website que tem a imagem original. Vai prejudicar os dois sites.

4- Crie conteúdo exclusivo

Para que seu blog de moda dê certo e atraia muitos leitores, é fundamental que o conteúdo postado seja exclusivo. Vale ressaltar que mecanismos de busca, como o Google, por exemplo, podem diminuir a relevância de conteúdos que podem ser considerados duplicados na web. Entenda exatamente o que é conteúdo duplicado.

É importante ficar atualizado com as principais tendências do universo fashion, para que você tenha muitas ideias de conteúdo para postar no blog. Use uma linguagem agradável e descontraída para que seus leitores se sintam como se fossem um amigo próximo. Dica: Atualize-se acompanhando o MODAit.

A curadoria de conteúdo não precisa ser totalmente descartada, mas não pode ser a base da sua estratégia. Neste meio é importante e pode ser um diferencial ter sua voz própria. Essa linguagem autoral e que te dará uma personalidade própria pode ser o fator de escolha pelo seu conteúdo.

Use a criatividade na hora de escrever os textos de seu blog, e conquiste seus leitores com conteúdo agradável e único. Seja divertido e cativante.

5- Responda aos leitores

Para ter maiores chances de seus leitores voltarem ao blog, use e abuse da simpatia e não deixe de tirar as dúvidas dos internautas, para que eles se sintam parte do seu blog. Para conquistar interações é preciso interagir!

Essa atitude constrói uma boa reputação do blog, atraindo ainda mais seguidores fiéis, o que é ótimo para um e-commerce de moda. Todo leitor aprecia a atenção do blogueiro, e isso vale para qualquer nicho.

E você, já tem um blog de moda? Como faz para mantê-lo cada vez melhor? Deixe o seu comentário!

cta-guia-mkt-digital-moda

Já é bastante comum os sites de e-commerce ambientarem as fotos de produto. Principalmente se pensarmos no setor de Moda, esta pode ser uma prática até bem recomendada. É importante levar em consideração também banners de home page e mídias sociais.

Enfim, Fotografia é normalmente a base de um e-commerce. Dito isto, este post abaixo do Hypeness é muito relevante. O Fotógrafo Steve McCurry e seu trabalho basearam estas 9 regras de Fotografia simples para melhorar qualquer foto. Lembrando que ele é O Cara, autor da desta famosíssima foto da menina afegã lá de 1984. Vale o registro!

———————————————————————————————————-

Por Hypeness. Hoje com a onda do Instagram, Facebook e outras redes sociais, todo mundo quer postar uma foto legal. Se você gosta de tirar fotos ou é um fotógrafo iniciante, precisa conhecer algumas dicas simples, que irão te ajudar a registrar melhor os momentos e alcançar ótimos resultados.

Você não precisa ter uma câmera fotográfica profissional ou ser especialista no assunto para tirar fotos com qualidade. As simples regras, que iremos mostrar abaixo, foram baseadas no trabalho do renomado fotógrafo Steve McCurry, realizado pela Cooperative of Photography, e irão te ajudar a revolucionar seus cliques.

Veja abaixo o vídeo e entenda melhor como aplicar essas simples técnicas no seu dia a dia:

1. Regra dos Terços

Antes de você tirar a foto, imagine a área da fotografia dividida em 3 linhas paralelas no sentido horizontal e no sentido vertical. As interseções destas linhas imaginárias formarão 4 opções para a colocação do seu centro de interesse:

foto-tecnica-02

foto-tecnica-03

Posicione os elementos importantes ao longo das linhas:

foto-tecnica-04

foto-tecnica-05

2. Linhas principais

Utilize as linhas naturais da paisagem para levar o olhar para dentro da foto:

foto-tecnica-06

foto-tecnica-07

3. Linhas diagonais

As linhas diagonais criam ótimos movimentos para as fotos:

foto-tecnica-08

foto-tecnica-09

4. Molduras

Use molduras naturais como janelas e portas do cenário:

foto-tecnica-10

foto-tecnica-11

foto-tecnica-12

5. Contraste

Encontre um contraste entre o objeto e o fundo:

foto-tecnica-13

foto-tecnica-14

6. Preencha o quadro

Se aproxime dos objetos que irá fotografar:

foto-tecnica-15

foto-tecnica-16

7. Olhar dominante

Coloque o  olhar dominante no centro da foto, assim dará a impressão que a pessoa está olhando para você:

foto-tecnica-17

foto-tecnica-18

8. Padrões e Repetições

Os padrões e repetições são esteticamente bem-vindos.

foto-tecnica-19

foto-tecnica-22

…Mas ficam ainda melhores quando são interrompidos:

foto-tecnica-21

9. Simetria

Linhas simétricas são um prazer para nossos olhos:

foto-tecnica-23

foto-tecnica-24

Imagens via Cooperative of Photography from YouTube

Texto publicado no Hypeness.com.br

Um dos setores que mais se beneficia da ascensão constante do E-commerce brasileiro é a área de Moda & Acessórios. Frente à oportunidade, muitos empreendedores optam por desenvolver suas atividades no ambiente virtual, com um e-commerce de moda: roupas, brincos, anéis, bolsas, sapatos…

Ai vem a pergunta de sempre: como diferenciar seu negócio da concorrência? É preciso aproveitar os recursos que o meio digital oferece para que seus produtos tenham a evidência necessária. E a Fotografia é uma ferramenta imprescindível para a divulgação do seu e-commerce.

Veja também: Como usar o Instagram, o Pinterest e o Tumblr para divulgar meu E-commerce de Moda?

Como a fotografia pode alavancar as vendas do seu e-commerce?

Por mais que as lojas virtuais tenham se consolidado como uma plataforma sólida para os mais variados tipos de negócio, muitos consumidores (acredite) ainda têm receio em realizar algum tipo de transação comercial usando a internet. Seja por medo de expor seus dados bancários na rede, seja por achar difícil comprar algo que não pode ser experimentado na hora, ainda há uma certa resistência que precisa ser vencida. E cabe a você, empreendedor, o papel de mudar este cenário.

Como a experiência de compra de um cliente de uma loja virtual difere daquela que ele obtém em uma loja física, é preciso tentar aproximar ao máximo a relação que ele tem com um produto no ambiente virtual. As imagens são as grandes protagonistas dos e-commerces de moda. Por isso cuide das fotografias de seu site.

Boa Fotografia é essencial para um E-commerce de Moda
Imagem do Corbis Images.

Com fotos de boa qualidade, o cliente conseguirá visualizar melhor cada detalhe da peça? Lembre-se sempre: todo detalhe é importante. Fotografe as costas da modelo, fivelas, e qualquer outra particularidade que tenha sua peça de roupa.

Quer um exemplo? NUNCA fotografe as roupas expostas em cabides ou dispostas em espaços planos. Contrate modelos e registre imagens deles com as peças, para que o consumidor visualize melhor caimento, tamanho, modelagem, etc. Abuse de ângulos diferentes e crie um padrão, sempre de corpo inteiro ou plano americano. Suas fotos sempre devem obedecer este padrão e abordagem definida para seu site.

Fotos bem feitas representam um trabalho sério e caprichado voltado para as necessidades do consumidor. Afinal, você entraria em uma loja de shopping com roupas jogadas no chão ou amassadas?

Leia muito mais sobre o assunto: O varejo virtual de Moda

O que é preciso para ter boas fotografias de moda?

Esqueça a câmera do celular, não chame qualquer pessoa para ser modelo e abandone o Paint para o tratamento das imagens. Se você quer melhores resultados em vendas é preciso profissionalização. Para isso, é preciso que você invista em um bom equipamento e aprenda a operá-lo.

Agora se você não tem nenhum traquejo para a ação, uma boa opção é deixar as fotos nas mãos de um profissional, contratando uma equipe para produzir uma campanha. Com essa preocupação a menos, sobra mais tempo para você pensar em outras estratégias para seu e-commerce.

Boa Fotografia é essencial para um E-commerce de Moda
Imagem do Corbis Images.

Este é apenas o básico sobre o assunto. Se precisa de um pouco mais sobre o assunto, baixe gratuitamente o e-book Guia Prático de Fotografia para as Lojas Virtuais. Dúvidas? Se você tem outras sugestões ou comentário sobre o tema, escreva para a gente abaixo!