• Avatar
  • por Bruno Polidoro
  • UX Designer @ PayU. Experiência do Usuário, Visual Design e Comportamento do Consumidor. Interessado em Mídia e Consumo Cultural.

Entenda cada etapa do processo de criação de personas

24 de junho de 2015
Share Button

A criação de Personas é uma ferramentas que as empresas utilizam para entender melhor o perfil e o comportamento dos seus clientes.
Pela base de usuários do lojista é possível reunir dados demográficos como: idade, sexo e região geográfica, assim como mapear o comportamento do consumidor: quais são seus interesses, o horário em que efetuam a compra, meio de pagamento, ticket médio e dispositivo utilizado.
Leia também: O que está dando errado no seu Marketing Digital? Faltam as personas
Em vez de tratar seus clientes como uma coleção de dados, o processo de Criação de Personas permite humanizar essas informações criando uma pessoa fictícia que represente um grupo de usuários.
É possível segmentar seus clientes e criar mais de uma persona que represente grupos de usuários distintos humanizando os processos e projetos da empresa, aumentando o foco em campanhas de marketing sazonais e mesmo direcionando discussões de roadmap.
É a figura central de processos ágeis e do design centrado no usuário onde a resolução de problemas é tratada sempre direcionada a um perfil.
Abaixo algumas dicas que podem ser úteis no processo de Criação de Personas.

Primeiros insights

É importante reunir o time e definir pontos e informações que se deseja explorar e que podem gerar insights durante o processo para a criação de personas. Essa é uma atividade colaborativa e o envolvimento de cada um é importante para a empatia com o cliente.
Uma técnica que ajuda nesse processo é o card-sorting aberto, cada informação que se deseja descobrir é colocada em post it e colado em um mural onde é possível agrupar e categorizar as informações definindo tópicos.

Equipe trabalhando com card-sorting aberto.
Equipe trabalhando com card-sorting aberto.

Grupos de usuários

É hora de coletar os dados para a definição de um Grupo de Usuários que pode ser realizada olhando para a base de Clientes Ativos e do Google Analytics.
Colete informações demográficas, de comportamento do consumidor e qualquer outra que se deseja descobrir e que foi levantada pela equipe.
Com essas informações é possível identificar padrões e segmentar a base, nomeando o Grupo de Usuários ou até mesmo criando uma representação gráfica como na imagem:

Base com representação gráfica segmentada e nomeada.
Base com representação gráfica segmentada e nomeada.

Contexto e empatia

Se algum membro da equipe tem condições de visitar alguns clientes que representem a base, essa experiência é valiosa e é uma oportunidade de levar um pouco desse ambiente através de imagens para o resto do time, fotos de dispositivos utilizados, contexto de uso e ambiente. Se não é possível, tudo bem, pode-se imaginar esse ambiente e selecionar imagens que o represente.

Imagens que representam contextos e situações de uso.
Imagens que representam contextos e situações de uso.

Criação do modelo

Com as descobertas e dados coletados, a síntese para a criação de um perfil pode chegar a informações pessoais, nesse momento as redes sociais são importantes canais de investigação.

Modelo final da Criação de Persona.
Modelo final da Criação de Persona.

A dica aqui é selecionar alguns usuários reais e investigar:

LinkedIn para traçar o perfil da formação acadêmica, experiência profissional e ferramentas de trabalho.
Facebook para o círculo social, hobbies e interesses pessoais.
Foursquare para selecionar imagens do local de trabalho.

Todo o esforço para a criação de Personas é voltado para a humanização do processo, de levar ao time toda a informação sobre as frustrações e motivações do usuário e o mindset no desenvolvimento do negócio começa a se voltado para a solução de problemas reais do usuário.
Texto publicado no BrunoPolidoro.com.br

Você também vai gostar

Como vender produtos na internet sem loja virtual? Você opera uma loja física há anos e agora não quer ou não consegue mais mantê-la aberta. Ao mesmo tempo, não quer perder sua fonte de renda. Vender s...
Por que minha empresa PRECISA do LinkedIn? Um (pré)conceito importante a ser quebrado é: as pessoas que estão usando o LinkedIn não estão necessariamente procurando um novo emprego. É sério, es...
5 razões para colocar seu e-commerce em um marketplace Quem possui uma loja virtual ou pensa em abrir uma no Brasil certamente já ouviu a expressão marketplace. Estes sites nada mais são do que centros de ...
4 técnicas de UX essenciais para qualquer ecommerce Que a User Experience (ou UX) é super importante para o sucesso da sua loja virtual você já sabe, certo? Agora, será que as experiências das suas pági...
Como fazer o cliente clicar? Como fazer o cliente clicar? Mesmo à distância, é possível conhecer o cliente eletrônico. A diferença é que a maioria das coisas que você vai saber é ...
E-mail marketing: título malandro rende cliques, mas desagrada. Os títulos das nossas newsletters são importantes para atrair a atenção do leitor, por isso eles devem ser totalmente verdadeiros quanto ao que será a...
6 premissas para você utilizar E-mail Marketing para conquistar ... Durante muitos anos, o E-mail Marketing tem sido o grande líder entre as ferramentas de Marketing Digital. É relativamente barato e muito eficaz para ...
E-mail marketing e datas comemorativas: 6 erros de estratégia As datas comemorativas são uma ótima oportunidade para criar ações temáticas e incentivar as vendas. Nesse cenário, o e-mail marketing é provavelmente...
Marketing Digital: não dá para sobreviver só com dicas! Mais uma vez a ideia desse artigo veio em função de experiências vividas, repetidas vezes. Recentemente um cliente comentou “...contratei um cara muit...
Marketing Digital: O dilema da qualidade versus preço na criação... Atualmente não dá mais para evitar, seja uma pequena ou média empresa, todo negócio precisa garantir sua presença na Internet. Se você não estiver lá ...

SEGREDOS DO E-COMMERCE

Receba as novidades toda semana

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar essas tags HTML e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>