De gamificação à tela conectada: inovações oferecem melhor experiência ao consumidor na etapa de pagamento online

30 de agosto de 2018
Share Button

Há muito tempo, o mercado compreendeu a importância de simplificar, otimizar e efetivar a jornada de compra do consumidor.  O e-commerce, no entanto, por mais responsivo e engajador que tenha se tornado, ainda amarga estatísticas frustrantes num certo ponto da jornada: 60% dos pedidos são abandonados antes que a etapa de pagamento seja concluída.
Existe uma espécie de incoerência entre a plataforma de vendas (focada na atração, atenção personalizada, retenção e condução do cliente através de caminhos agradáveis) e as velhas plataformas de pagamento, onde os aspectos restritivos – e de aparência burocrática – são, em geral, predominantes.
O uso de plataformas de pagamento verdadeiramente multicanais e com tecnologias inovadoras estão entre as soluções para reverter esse problema. Afinal, o que poderia ser melhor do que uma interface de pagamento capaz de seduzir o cliente ao invés de desapontá-lo?

Requisitos básicos em uma plataforma de pagamento

A plataforma de pagamento ideal precisa ser capaz de responder a requerimentos primordiais, tais como:

  • A capacidade de oferta e interação multi-idioma e multi-moeda (sempre com conversão automática nos dois casos), uma vez que o cliente de e-commerce circula em um espaço virtual sem fronteiras geográficas;
  • Nunca se limitar a este ou àquele meio de pagamento, e sim oferecer o máximo de opções, tais como cartões de todas as bandeiras; pagamentos no débito ou no crédito; à vista ou em múltiplas prestações;
  • Ter a segurança como quesito principal no check out. Soluções de segurança com Inteligência Artificial, como a Fraugster Fraud Free, são capazes de eliminar com eficácia as fraudes que miram as lojas virtuais, ao mesmo tempo em que garantem experiência de pagamento sem atritos para os consumidores legítimos.

Estes são apenas alguns requerimentos que, se atendidos, podem estender a feliz jornada do usuário até o ponto mais almejado pelo varejista, que é o fechamento da compra.

Bots e gamification

Algumas soluções de e-commerce já utilizam os fantásticos recursos dos chatbots para interagir com o cliente e propor novas ações voltadas para o upselling, cross-selling e atratividade pós-vendas.
Mas o que está surgindo de realmente novo é a utilização das ferramentas de mensagem preferidas do consumidor (WhatsApp, Facebook Messenger e outros), como um ambiente natural para as compras. Isso é exatamente o que o cliente quer: não precisar entrar em um site e nem em um aplicativo para adquirir um produto ou serviço.
Consideremos que você queira viajar para Curaçao, por exemplo. Basta procurar o perfil de uma agência de viagem no seu aplicativo de mensagens e, junto ao avatar dessa agência, você terá ao seu dispor um bot extremamente apto a entender sua consulta verbal e direta (feita em linguagem natural!), e de conduzi-lo à aquisição da sua passagem da forma mais ágil e descomplicada.
O bot está conectado ao sistema de machine learning de seu aplicativo preferido de mensagens e, portanto, já o conhece a ponto de oferecer um atendimento personalizado. Ele ainda saberá acionar informações de big data relacionadas à agência e conseguirá oferecer a você uma opção econômica e promocional para que, além de comprar a passagem, você também tenha a comodidade de reservar um hotel e alugar um carro no destino usando a mesma interface e as mesmas modalidades de pagamento que melhor lhe convenham.
O bot poderá ainda te convidar para um game online (explorando as fantásticas funcionalidades de atração e engajamento que só a gamificação oferece) para proporcionar um checkout divertido e confortável.

Gamification pode dar o empurrãozinho que seu negócio precisa

Telas conectadas e escaneamento automático

Uma vez em seu destino final, você pode escolher e comprar ingressos para uma peça de teatro diretamente na recepção do hotel, em grande display digital – a tela conectada – e fazer o pagamento de forma simples, apenas aproximando o seu cartão ou seu smartphone à tela conectada (NFC).
Nos dias finais de sua viagem, ao visitar as lojas de souvenirs em busca de lembranças para os amigos, bastará entrar em uma loja física, abrir um aplicativo no seu smartphone, escanear o código de barra do produto que deseja comprar, pagar diretamente no app e sair da loja com seu produto. Há ainda uma segunda opção: escanear o código de barras do produto com o celular, receber um QR-code e aproximá-lo do caixa. Essas tecnologias evitam que o consumidor pegue filas (66% deles desistem da compra caso tenham que esperar na fila) e possibilita um pagamento rápido e sem atritos.
Em suma, a inovação está acontecendo neste momento. Para não ficar para trás, os varejistas devem compreender e adaptar-se aos consumidores, oferecendo a melhor experiência em qualquer canal de compra.

Você também vai gostar

O perfil dos brasileiros interessados em tecnologia No próximo dia 24 acontece a Black Friday. A expectativa é que a data seja responsável por movimentar cerca de R$ 2,2 bilhões no Brasil, segundo o est...
Infográfico revela o perfil do consumidor mobile no Brasil Somente no segundo trimestre de 2015 o número de usuários de smartphones cresceu 48% no Brasil, com isso, as compras via mobile também aumentaram e es...
Ponto Frio testará Google Glass em lojas físicas. A tecnologia pode potencializar as ações no varejo, tanto para melhorar a experiência de compra do consumidor, como também incrementar o negócio dos v...
O que os 5 maiores aplicativos de e-commerce têm em comum? Por Bill Siwicki. O que esses varejistas têm em comum, além de faturarem bilhões de dólares em seus aplicativos de e-commerce este ano? Eles compartil...
Como utilizar a Gamificação como estratégia para e-commerce Antes de falarmos sobre como as lojas virtuais podem utilizar essa ferramenta e estratégia para melhorar o engajamento dos seus clientes, é importante...
Gamification pode dar o empurrãozinho que seu negócio precisa Você já foi no McDonalds com “pouca fome” e pensou: Vou pegar apenas o lanche. Mas na hora de fazer o pedido, percebe que a diferença do valor do lanc...
Consumidores do M-commerce no Brasil preferem as versões complet... Compras online por dispositivos móveis significam comprar através da versão mobile do site ou do aplicativo? Parece que não para muitos m-consumidores...
M-commerce: o principal driver de crescimento do comércio eletrô... Após registrar pela primeira vez retração no número de pedidos no primeiro semestre de 2016, o e-commerce brasileiro voltou a registrar crescimento e ...
Gamification: A arte e os desafios de fidelizar consumidores pel... O que é Gamification? Nesta semana (de 22 a 26 de julho/2013) , o ProXXIma preparou uma série de cinco vídeo-reportagens explicativas para mapear estr...
Mobile: Presente e Futuro do E-commerce Podemos falar que mobile é apenas o futuro do E-commerce? Sim e não. O mobile commerce já é uma realidade no Brasil, porém outras novidades continuarã...

SEGREDOS DO E-COMMERCE

Receba as novidades toda semana

Um comentário sobre “De gamificação à tela conectada: inovações oferecem melhor experiência ao consumidor na etapa de pagamento online”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar essas tags HTML e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>