Quanto se gasta para abrir uma loja virtual

Quanto se gasta para abrir uma loja virtual

Tenho visto muita gente perguntando sobre custos de se criar uma loja virtual. Ao mesmo tempo que encontramos muitos artigos falando a respeito disso, nenhum deles diz exatamente o que as pessoas buscam. Percebi que as pessoas querem valores, referências, ideias de quanto aproximadamente custa criar um e-commerce.

É bem verdade que é impossível ser assertivo na resposta sem ter mais informações sobre o negócio, em especial porque existem muitas variáveis, desde o tipo de produto que o lojista irá vender até a disponibilidade de investimento que ele tem.

Diante disso, quero compartilhar com vocês os custos básicos de um e-commerce. Importante lembrar que esse meu artigo não esgota o assunto e nem tem a pretensão de cobrir todos os custos de um e-commerce, apenas listar quanto se gasta para abrir uma loja virtual e iniciar a operação.

quanto-custa-abrir-um-ecommerce

Os custos básicos para montar uma loja virtual

Quando se fala em custos de e-commerce muita gente pensa logo nos custos da plataforma, mas há que se considerar a existência de vários outros serviços periféricos que são igualmente importantes.

Parto do pressuposto que você já conhece o negócio que irá abrir ou migrar para o mercado digital, bem como já fez o seu plano de negócios e sabe exatamente como funciona o mercado que está ingressando, por isso, considero aqui única e exclusivamente a implementação e operação de e-commerce.

Plataformas

Hoje existem inúmeras plataformas no mercado, para todos os gostos, necessidades e bolsos. Plataformas com mensalidades a partir de R$ 120,00 com funcionalidades razoáveis (algumas limitadas), até plataformas totalmente customizadas com licenças de uso que passam dos R$ 500.000,00.

Você precisa entender a sua necessidade antes de escolher a plataforma e olhar quais funcionalidades são necessárias para o seu negócio.

Plataformas SaaS (Software as a Service), que são plataformas alugadas, variam no modelo de remuneração; algumas cobram apenas mensalidade, outras cobram mensalidade por faixa de faturamento, outras cobram mensalidade fixa mais um percentual sobre os pedidos confirmados, existem ainda outras que cobram apenas o percentual sobre pedidos confirmados.

Outro modelo é o Open Source, que você lerá em muitos artigos como sendo plataformas “gratuitas”, mas na verdade é uma plataforma de código aberto, em que você não paga para usá-la, mas tem que contratar agências ou desenvolvedores para trabalhar o layout e as conexões. Além disso, todo o custo de infraestrutura também fica por conta do lojista.

Para o pequeno lojista que busca uma plataforma um pouco mais simples e apenas para B2C, certamente encontrará soluções mais acessíveis.

NOTA: Não tem modelo melhor ou pior, existe sim o modelo mais adequado ao seu negócio.

Além da plataforma você ainda precisará das seguintes soluções:

Certificado Digital

Item de segurança de extrema importância, tem a finalidade de criptografar os dados trocados entre o usuário e o servidor da loja virtual, dando ao consumidor a segurança para efetuar a transação naquela loja. O custo desse serviço é anual e fica entre 1.500,00 e R$ 3.800,00.

Como o Certificado Digital SSL pode contribuir com o SEO do seu negócio

Algumas plataformas já oferecem o serviço incluso na mensalidade e hospedagem por R$ 420,00 anual. Redução de 72%. Uau!!!

Importante comentar que alguns leitores indicaram conhecer certificados bem mais em conta. Eu apesar de procurar não os encontrei com a finalidade de Certificado SSL indicado para lojas de E-Commerce. Encontrei sim opções mais baratas, mas que são indicadas para websites sem transações financeiras.

Blindagem de site

Esse é um serviço que encontrei poucos prestadores de serviços, tive que cotar serviços com empresas estrangeiras. É um serviço caro para quem está iniciando, mas também muito importante, porque ele faz auditoria de segurança semanalmente (dependendo do plano) e simula a invasão do seu site por um hacker para encontrar vulnerabilidade gerando relatórios, etc.

O custo é muito diferente de prestador para prestador, vi valores de R$ 3.600,00 a R$ 12.000,00 anuais. (Os valores das empresas estrangeiras já estão convertidos de dólar ou euro para reais).

Considerei a blindagem mais completa e eficiente do mercado, indicado para grandes players com alto volume de transação e produtos de alto risco (alta liquidez no mercado). Em uma nova cotação, busquei serviços básicos que atendam o pequeno lojista de maneira satisfatória.

Cheguei em 780,00 ao ano (R$ 65,00 mês). Uma queda de mais de 78% já comparando com o menor preço encontrado anteriormente… Uau! 🙂

Marketing digital

Esse investimento, a maioria dos empreendedores não considera quando estuda lançar um comércio eletrônico. Aqui é realmente difícil falar um valor porque as variáveis são inúmeras.

Tenho visto alguns especialistas dizendo que o investimento razoável em marketing digital ficaria entre 3% e 7% do seu faturamento. Importante lembrar que no início de uma loja virtual o investimento em Marketing digital deve ser pensado com muito critério para ser assertivo, pois isso irá determinar o sucesso do seu e-commerce.

Como contratar seu primeiro profissional de marketing digital

O último relatório da E-bit, 33ª edição do webshoppers, apontou que os investimentos em Marketing Digital em 2015 foram na casa de 13%.

Soluções de pagamentos

Antes de falar sobre as soluções de pagamento, quero apenas esclarecer que estou considerando aqui a utilização de gateway e conexão direta com o adquirente (Cielo, Rede, Elavon, GetNet, Stone, FirstData, etc). Não estou considerando a opção com um intermediador (que é o responsável por toda transação de pagamento, desde a oferta de meio de pagamento até o recebimento e repasse para o lojista).

Alguns especialistas dizem que para o lojista iniciante, faz sentido usar um intermediador. O custo percentual por pedido confirmado é um pouco mais alto, mas a transação é garantida pelo intermediador (pelo que vi no mercado, o percentual fica em torno de 5%, mas você elimina outros custos e faz contrato com um único fornecedor). Vamos então as soluções de pagamento que considero aqui.

Gateway

Simplificando, esse é o responsável por conectar você com a empresa de cartão de crédito (adquirente). Na média o custo de set-up fica em torno de R$ 1.500,00 mais o custo por transação, que na média ficam em R$ 0,73. O mais barato que vi foi R$ 0,40 e o mais caro foi R$ 1,20.

Alguns gateways podem te isentar desse setup dependendo da plataforma contratada. R$ 0,67 custo médio por transação e média de R$ 730,00 de setup.

Antifraude

Não imagine que seu negócio não terá fraude, espero que não tenha, mas é melhor prevenir. Os investimentos nessa solução giram em torno de R$ 900,00 de set-up mais o custo por transação. Que na média fica em R$ 0,80 para analises eletrônicas e se houver necessidade de avaliação “manual”.

Onde um operador entra no circuito para fazer a análise da suspeita de fraude custa de R$ 3,50 (o mais barato) a R$ 12,33 (o mais caro) por transação. É também importante lembrar que dependendo da plataforma contratada não há taxa de setup.

Como proteger minha loja virtual das fraudes?

Adquirentes

É importante dizer que a conexão com o adquirente vai depender do gateway, então essas duas soluções precisam ser pensadas em conjunto.

Aqui os custos são percentuais sobre a transação e vai depender do contrato que você fizer com o Adquirente, da forma de pagamento e das parcelas. As transações a vista ficam na média de 3,5% da transação e as parceladas ficam em média 4,5% (2 a 6 parcelas) e 5,10% (7 a 12 parcelas).

Conciliação

Este é um serviço que é oferecido para que você saiba exatamente quais transações estão sendo pagas, quais estão com problemas, se existe chargeback, etc. Esse serviço custa em média R$ 0,50 por transação.

Conclusão

Vale a pena mencionar que os custos que tem seus valores por transação, tem uma franquia que geralmente gira em torno de 200 transações. Assim, se o valor por transação de um determinado serviço for R$ 1,00, você pagaria mensalmente o mínimo de R$ 200,00.

Além desses custos, é importante considerar ainda os custos com logística (incluindo logística reversa), custo com pessoal (gestor, SAC, marketing digital, jurídico, contador, especialistas de conteúdo, analistas, monitoramento, etc). Alguns desses custos como jurídico e contador você pode terceirizar, aliás, dependendo do seu negócio é aconselhável que faça isso, assim você foca no seu core business.

30 ferramentas gratuitas para e-commerce

Espero que esse artigo contribua com o seu entendimento sobre os custos básicos de um e-commerce iniciante. De qualquer forma, considere o roteiro apresentado, mas faça você mesmo suas pesquisas e negocie muito, peça referências, consulte as redes sociais.

O bom lojista, antes de ser um bom vendedor, precisa ser um ótimo comprador.

Obrigado pela leitura, pelas críticas, questionamentos e argumentações! Isso realmente nos faz crescer!

Sucesso e boa decisão!

31 COMMENTS

  1. Afff esta por fora..utilizar as plataformas e hospedagem de fora diminuiu muito esse preço.
    Tudo fora da realizado..jesuisssss

    • Olá Nilton,
      Sim, os custos são relativamente menores quando buscamos soluções de fora, mas com a cotação do dólar no patamar de R$ 3,99 eles ficam mais caros em valores absolutos, sem dizer que uma plataforma externa com custos menores pode não oferecer suporte em português. Pense também no longo prazo. Com o crescimento da sua equipe, você terá que contratar pessoas que falem inglês, e isso pode encarecer seu custo com pessoal.
      Abraços e obrigado pelo comentário.

  2. Excelente post. Tem tanta coisa que precisa ser colocado no papel, que esse texto virou praticamente um guia de “como entrar no e-commerce.”

    Falando do meu “ramo” achei um pouco alto os custos de Antifraude e Gateway de pagamento. Em média, uma boa negociação começa em R$0,55 (Gateway de pagamento) e R$0,55 Antifraude.

    Parabéns pelo texto André.

    Rodrigo Dantas
    http://vindi.com.br

    • Olá Rodrigo, obrigado pelo comentário!
      Os valores apresentados são média. O seu comentário está correto, uma boa negociação começa mesmo nesses valores, mas será levado em conta o volume de transações. Abraços!

  3. André, eu não sei de onde vc tirou essas informações mas seria legal colocar suas fontes.. Certificado digital confiável tem um prego médio de 100,00 ano ano.. Blindagem do site blindado por exemplo custa 400,00 reais por mês. Antifraude como clearsale não tem essa taxa de setup nunca, plataformas existem várias de excelente qualidade por 50,00 por mês com hospedagem email e suporte, que pode atender a grande maioria do pequeno lojista.. Acredito que seu artigo foi muitos fora da realidade da grande maioria e com um foco talvez em grandes e-commerce.. Com 10% dos valores citados é totalmente possível criar um e-commerce para futuramento de aproximadamente 100.000 mês

    • Olá Rafael, obrigado pelo comentário.
      Essas informações foram tiradas a partir de cotações que eu mesmo fiz. Não posso colocar quais foram as empresas para resguardar a confidencialidade das cotações. Mais uma vez, esses valores são médias, por isso podem ser maiores ou menores, é apenas uma referencia.

      • Caro André, os custos estão realmente bem fora da realidade. Nem no Brasil os custos são esses, quanto mais fora do país.

        • Olá Marcos, os custos foram baseados num projeto considerado médio. Revisamos os valores com foco no primeiro lojista. Texto revisado e atualizado. Obrigado pela contribuição.

    • Obrigado Eduardo! Não encontrei esse valor nas minhas cotações, mas fico feliz em saber que temos opções mais acessíveis. Boa sorte!

  4. E o atendimento? Não precisa ser separado e pode ser considerado somente como gestão de pessoas?
    Backoffice, SAC, Televendas, etc…?

    Entendo que no ecommerce de hoje pensar Atendimento é tão fundamental quanto escolher a plataforma.

    • Olá Bruno,

      Você está certíssimo. Atendimento e tão fundamental quanto a plataforma. O post foi relacionado a ferramentas e plataformas tem também a funcionalidade de Televendas. Eu preferi deixar o atendimento de lado porque esse é custo com pessoas e não com ferramentas. Mais uma vez, seu comentário faz total sentido. Compartilho do seu pensamento, atendimento é sim fundamental.

  5. É muito relativo, como você mesmo disse, esse assunto não tem fim. Se um pequeno empreendedor ver este artigo sem pesquisar antes, vai tomar um baita susto rsrsrsr. Conheço clientes que iniciaram com pouco e hoje estão muito bem. A sua visão não está errada porém não é o que representa a maioria dos pequenos empreendedores.

    Abraços!

    • Obrigado Rafael. Eu também me assustei com os resultados. Aliás, sem por no papel, até duvidamos que existem tantos passos a seguir, não é verdade? Espero que o “susto” os leve a pesquisar rsss… Abraços!

  6. Olá André,
    Administro 4 lojas virtuais de portes diferentes e os valores das suas cotações, ao meu ver, não são médias, e sim valores bem acima da média que só grandes empresas ou grandes projetos podem custear.
    Penso que o nome do artigo “Quanto se gasta para abrir uma loja virtual” sugere que quem faça essa pergunta são os micro-pequeno-médio empresários e que seriam os leitores do mesmo. Ao meu ver, os valores colocados neste artigo são “de espantar” e não são para os leitores iniciantes no e-commerce de fato ou de pequenos e médios negócios. Existem diversas outras opções de serviços com custos bastante inferiores à média, ou mesmo na média, com bons níveis de qualidade e eficiência. Enfim, gostaria de somente deixar este registro para que os leitores não fiquem assustados com os valores e saibam que existem alternativas/soluções bem accessíveis.
    Cordialmente,
    FERNANDO RAPHAEL

    • Fernando, obrigado pela contribuição…. é sempre bom termos esses feedbacks construtivos e de maneira tão cordial. O projeto que utilizei como base realmente não é um projeto pequeno, mas os valores são médias das cotações que obtive, talvez tenha faltado citar no texto o nível de serviço (por exemplo, a blindagem é a completa, classe III, que um iniciante realmente não irá utilizar. Outro fator é que alguns custos estão anualizados.
      Mais uma vez, obrigado pela contribuição. Abraços!

    • Concordo 100% com o colega. O artigo não reflete a realidade da maioria esmagadora das operações de comércio eletrônico. Sem contar que o artigo compara maçãs com peras.

      • Olá Marcos, segundo o E-bit, 88% dos e-Commerces tem até 10K page views e 150 pedidos mês. Com base nisso revisamos alguns valores colocando o foco 100% no lojista pequeno. Houve alteração de valores. O texto foi atualizado. Obrigado pela contribuição!

    • Olá Fernando,

      Você tem idéia de custos iniciais para montar um e-commerce?

      Obrigada

      Andréia

  7. A questao exposta neste artigo é: “leve em conta estes pontos ao considerar o custo do e-commerce (independente dos valores)”.

    Os valores devem ser levantados no momento oportuno pelos envolvidos, e irão variar de acordo com o porte e complexidade do projeto.

    Pertinente sua materia, parabens.

  8. Pessoal,
    Diante de alguns comentários o André reviu alguns custos apresentados no texto. Pensando mais no pequeno empreendedor atualizamos alguns valores e ponderamos algumas outras informações anteriormente apresentadas. Obrigado a todos pelos comentários e contribuições de alto nível à discussão. Sintam-se sempre à vontade em opinar e trazer outros pontos de vista ao nosso site.
    Abs!

    • Obrigado Renann! É gratificante ver essas discussões e contribuições de alto nível.
      Aproveito para reforçar o comentário do nosso amigo Willian Pangardi; “leve em conta estes pontos ao considerar o custo do e-commerce (independente dos valores)”, e pesquise sempre! Abraços!

  9. Olá Amigo, gostei muito do post.
    Da um pulinho na minha página também que eu tenho um conteúdo muito interessante, exclusivo e que ajuda muito quem trabalha com maketing digital.
    Vou deixar o endereço linkado ai no meu nome. Mais uma vez parabéns pelo conteúdo, abraço.

  10. Olá André! Muito bom o seu post! Estou realizando o planejamento do meu e-commerce, e pensei que seria bem mais simples do que o imaginado. Busquei em vários sites o custo médio de criar uma loja virtual e realmente não encontrei informações detalhadas como neste texto !

    Parabéns pelo conteúdo!

DEIXE UM COMENTÁRIO