Tags Posts tagged with "Adwords"

Adwords

Estratégia para ter a marca encontrada nas pesquisas deve variar conforme o estágio de desenvolvimento do produto ou serviço, combinar SEO com Links Patrocinados é o ideal

Entre as estratégias de marketing digital para que as marcas estejam no topo das pesquisas no Google, Adwords (também conhecido como Links patrocinados) e SEO podem inicialmente parecer investimentos opostos. Mas estas estratégias na verdade são totalmente complementares.

SEO ou Links Patrocinados?

Enquanto uma se baseia na compra de anúncios, a outra exige a criação de conteúdo de qualidade para conseguir resultados orgânicos. Porém, lembro que o percentual de investimento em SEO e em links patrocinados deve ser atrelado ao estágio de desenvolvimento do produto ou serviço.

Um produto novo, que ainda precisa levantar demanda, terá que contar fortemente com a rede de display do Adwords, por exemplo. Não adianta nada a marca ou produto estar em primeiro lugar do Google na busca orgânica se este termo não for procurado por ninguém. Listei os três principais motivos que fazem com que o SEO forme um casamento perfeito com o Adwords. Vamos lá?

1- Tráfego gratuito e de qualidade

É muito importante ressaltar que o bom posicionamento nos resultados orgânicos do maior site de busca do mundo permite que a marca tenha tráfego gratuito e de qualidade, ou seja, apenas de quem se interessa pelo seu produto ou segmento.

Quem está no primeiro ou segundo lugar do Google, para um termo de alto volume de busca mensal, terá muitas visitas sem a necessidade de se investir muito dinheiro em anúncios patrocinados. O investimento em Adwords funciona justamente para que a marca chegue neste ponto.

2- Otimização dos anúncios em longo prazo

Os resultados dos investimentos em SEO ocorrem em médio e longo prazo. Em geral, os melhores resultados na busca orgânica costumam vir com o tempo, porque o trabalho de otimização de sites e geração de conteúdo de qualidade ganham força com o passar dos meses.

As melhores estratégias de SEO consistem em melhorar o conteúdo das páginas, manter o site sempre atualizado, com uma ótima experiência de navegação para o usuário. É preciso escrever conteúdos otimizados, com os termos e palavras-chave que são mais utilizados pelos usuários no momento da busca. Por fim, por que é importante investir em Adwords e SEO ao mesmo tempo?

Enquanto o primeiro traz resultados imediatos, o segundo colabora para o investimento em anúncio caia gradativamente nos meses seguintes.

3- Mais barato que o Adwords

O objetivo é que a empresa não tenha que investir pesadamente em anúncio quando os resultados de SEO começarem a aparecer. Conforme se conquista competitividade alta no Adwords e uma demanda alta de buscas, o SEO é que vai precisar receber maiores investimentos, por conseguir ser mais barato que o Adwords no final do processo.

Por fim, quero ressaltar que estas estratégias do Marketing Digital tem como um de seus pontos mais interessantes a possibilidade de mensurar a eficiência de uma campanha. Você pode realizar testes para ver qual modelo de página converte melhor ou qual anúncio gera mais resultados, além de medir a taxa de conversão e otimizar as ações de marketing para atingir o melhor resultado.

Uma estratégia completa de marketing digital deve contemplar diversas ações para melhoria do posicionamento nos resultados orgânicos e uma constante otimização nos anúncios de links patrocinados em busca do melhor retorno sobre o investimento.

Por isso, além de anunciar no Google, também é interessante explorar os anúncios patrocinados em redes sociais e sites de nicho que cedem espaço para publicidade.

Muito mais sobre o assunto? Assista o vídeo do Mestre TV abaixo!

Anúncios online são o ponto-chave para convencer pessoas a conhecer determinado produto, atraindo-os das mais diversas plataformas — como as redes sociais (Facebook Ads, LinkedIn Ads e outras), mecanismos de busca (Google Adwords), e através de banners em outros sites — para o seu e-commerce.

Quando falamos de anúncios, temos que ter em mente que, para conseguir fazer os melhores, é necessário um grande conjunto de pequenas ações. Para entender melhor como prosseguir com cada detalhe, listamos algumas dicas de marketing para criar anúncios com grande potencial de cliques.

Escolha a imagem perfeita

Uma das coisas que devem ser feitas para ter anúncios online de sucesso é saber escolher a imagem do anúncio. Ela deve ser compatível com seu produto ou com o serviço que você estará disponibilizando para a pessoa que vai clicar nesse anúncio.

Além disso, podemos citar que o grande objetivo das imagens é causar impacto nas pessoas, despertando curiosidade e vontade de clicar. Uma técnica muito usada por empresas de marketing é usar imagens com bordas destacadas e, também, rostos de pessoas, pois eles costumam chamar mais a atenção do leitor.

Direitos de uso de imagem

Tome cuidado com os direitos de uso da sua imagem. Tenha em mente que é diferente de quando trabalhamos um conteúdo editorial. Imagens para anúncios de marketing precisam ser produzidas, adquiridas em um banco de imagens ou terem a marcação de utilização livre (o que pode não ser muito recomendado, pois se é livre para seu uso, é livre para o uso de qualquer um).

Recomendamos esta leitura antes de escolher suas imagens: 12 melhores tipos de imagens para atrair e persuadir usuários

Lembre-se de que título e texto precisam conversar com a imagem

Depois de escolhida uma imagem que desperte a curiosidade do leitor, você precisa cuidar o título e do texto dos seus anúncios online. A dica é optar por um título que combine com a imagem e que também gere impacto e curiosidade no leitor. A maioria dos títulos de anúncios possuem dois objetivos: evitar a dor e proporcionar prazer.

Exemplificando, evitar a dor é solucionar algum problema das pessoas e proporcionar prazer significa oferecer um título que fale de vantagens que a pessoa pode obter se clicar ali ou adquirir o produto.

Com relação ao texto, é necessário fazer uma breve explicação do seu produto ou serviço que está sendo tratado no anúncio. Também é importante falar das vantagens que o seu produto possui com relação a outros do mercado.

Call-to-action

Outro ponto importante que deve ter em qualquer anúncio online (seja em ads em forma de texto ou em banners em forma de botão) são os call-to-actions (ou chamadas-para-ação). Mostrar claramente o que seu anúncio pretende faz diferença para a pessoa impactada. Termos imperativos com “compre agora”, “inscreva-se” ou até mesmo um “saiba mais” fazem toda a diferença. É fundamental que seus anúncios sempre tenham call-to-actions.

Direcione o anúncio para o público ideal

De nada adianta ter a melhor imagem e os melhores títulos e textos de anúncios online se você não conseguir achar o público ideal, isto é, o público-alvo do anúncio. É muito comum a taxa de clique de um anúncio ser baixa quando ele é mostrado para as pessoas erradas. Dessa forma, preocupe-se muito com a segmentação do público que visualizará o seu anúncio.

O erro de muitas empresas ao fazer anúncios é pensar que, por ter um grande público, os anúncios serão muito clicados. Na verdade, quanto maior for o público, menor será a taxa de clique caso esse público não tenha interesse nos produtos que são exibidos nos anúncios.

Lembre-se ainda de nunca prometer algo diferente do que tenha no link de direcionamento. É fato que você pode aumentar sua taxa de cliques com chamadas muito sensacionalistas. Porém, elas são prejudiciais. De nada adianta conquistar um acesso que procura algo que não existe.

Além disso, qualquer um que clicar em um anúncio e descobrir que se tratava de “sensacionalismo” ficará insatisfeito e muito provavelmente nunca mais clicará em um link seu. Sua reputação em um primeiro contato com o público estará em jogo.

Saiba encontrar o seu público-alvo

Agora que você já sabe que achar o público ideal é uma das principais dicas de anúncios online, precisa saber como achar esse público-alvo.

Caso você esteja em plataformas de anúncios como Facebook ou Google Adwords, é muito fácil achar o seu público-alvo. Para isso, é necessário definir qual é a persona do seu produto, sabendo qual o gênero, idade, localização, interesses, etc.

Com essas informações em mãos, basta colocá-las na segmentação das plataformas de anúncios online. Por exemplo: mulher de 20 a 30 anos, que mora na região Sul do país e que tem interesse em emagrecer, produtos para emagrecimento, dietas, etc.

Você tem alguma outra dica para compartilhar? Conte para nós através dos comentários!

Seu objetivo é levar tráfego qualificado para seu site, certo? E aprender a “como anunciar no Google” de forma eficiente pode ser decisivo para o seu negócio.  Afinal, com a quantidade de ruído digital hoje em dia, colocar os seus links patrocinados na cara dos seus clientes vai fazer toda a diferença.

E o Google AdWords é a ferramenta que mais poupa o seu esforço nessa tarefa, trazendo resultados incríveis se bem utilizada. No entanto, só porque é fácil abrir uma conta no Adwords, não significa que é fácil gerar retorno positivo sobre o investimento.

Muitos anunciantes novatos começam com ótimas intenções, mas experiência limitada. Como resultado, acabam cometendo erros comuns que podem prejudicar a rentabilidade das campanhas.

Se suas campanhas iniciais produziram resultados insatisfatórios, evite os 7 erros a seguir e tente melhorar o seu ROI:

1. Comprar palavras-chave muito amplas

Leia atentamente: se você é um novo anunciante, provavelmente nunca conseguirá disputar a primeira posição em palavras-chave amplas, tais como “tênis femininos”.

E mesmo que arrisque isso, vai pagar muito caro por esse privilégio. Portanto, a menos que você seja a Netshoes, é improvável que seu faturamento justifique tal investimento.

Em vez disso, comece suas campanhas de AdWords com grupos de cinco a 10 palavras-chave de cauda longa. E dê preferência àquelas que você identificou como boas opções, baseadas em informações do Google Analytics ou Google Webmaster Tools.

Invista em palavras amplas somente se você for capaz de comprovar ROI positivo – depois de um teste inicial.

2. Colocar muitas palavras-chave em um grupo de anúncios do Google Adwords

O mundo ideal seria você criar uma página de destino e um anúncio para cada palavra-chave. Assim alcançaríamos a melhor segmentação imaginável para sua audiência.

Mas já que ninguém tem tanto tempo, mantenha seus grupos de anúncios com um padrão entre 5 a 10 palavras-chave no máximo, como já mencionado acima.  Com essa estratégia, você evita que muitas palavras e frases não relacionadas utilizem os mesmos anúncios e páginas de destino.

3. Veicular anúncios do tipo “Rede de pesquisa com exibição em display”

O Google tenta empurrar esse tipo de combinação de campanha, mas a real é que pesquisa e display precisam de abordagens publicitárias diferentes. Crie campanhas de pesquisa, display ou ambas, mas certifique-se de que os anúncios criados seguem as boas práticas do mercado para cada estilo individual de campanha.

4. Concentrar tráfego somente na sua página inicial

Cada visitante que você trouxer via Adwords deve chegar em uma página de destino apropriada para seus interesses. Em vez disso, se você simplesmente deixa os visitantes caírem em sua página inicial, pode haver muito trabalho para que eles encontrem as informações desejadas.

E o que isso quer dizer? Que você pode estar reduzindo drasticamente o seu ROI, perdendo oportunidades de conversão e gastando muito mais do que deveria.

Sim, dá um pouco mais de trabalho criar páginas de destino personalizadas para cada campanha. Mas os resultados valem o esforço.

Uma dica: hoje, com tantas ferramentas para criação de landing pages, fica quase impossível não utilizá-las no dia a dia. E são extremamente simples de operar.

Algumas delas: UnbounceLeadPages InstapageNeste link do Viver de Blog você pode encontrar dicas de como otimizar suas páginas de destino (landing pages).

5. Não incluir palavras-chave negativas

Suponha que seu e-commerce venda sapatos de grife femininos. Dependendo da tática que você usa, sua campanha de AdWords para “sapatos femininos” poderia gerar tráfego para buscas como “sapatos de grife femininos” ou até mesmo “sapatos femininos baratos”.

Uma vez que cada clique custa dinheiro – e que pessoas procurando por “sapatos femininos baratos” não são seus clientes – basta adicionar a palavra-chave negativa “-baratos”.

É uma ação meio óbvia, mas você vai deixar de gastar dinheiro a toa. Revise sua estratégia e inclua palavras-chave negativas hoje.

6. Não fazer testes A/B reais com seus anúncios

Se você criar mais de uma variação de anúncio (algo que você deve fazer para testes A/B), o padrão do Google é servir com mais frequência aquele que ele acredita ter melhor desempenho.

Embora isso possa ajudar o seu ROI geral, não será um teste A/B real, já que a frequência de variação de seus anúncios não será uniforme.

Para evitar que isso ocorra:

a) Escolha a campanha desejada;
b) Clique na seção “Configurações”;
c) Em seguida, clique em “Configurações avançadas” (onde você encontrará quatro opções de rotação: “Otimizar para cliques”, “Otimizar para conversões”, “Alterar uniformemente” e “Alterar indefinidamente”);
d) Selecione a opção “Alterar indefinidamente” para manter sua campanha limpa.

7. Não medir ROI

Veicular campanhas sem detectar quais dos cliques pagos se converteram em clientes é desperdiçar dinheiro – com tráfego desqualificado. Mensure as conversões que:

a) Entraram em seu funil de vendas a partir de um clique pago e;
b) Tornaram-se clientes pagantes;

Isso vai te mostrar o jeito certo de concentrar o investimento futuro.

Com essa análise você tem informações sobre quais campanhas devem ser incrementadas e quais grupos de anúncios ou palavras-chave devem ser completamente descartados.

Acompanhar as conversões de seu site exige que você primeiro defina seu funil de vendas. Em seguida é preciso instalar um pixel de conversão do AdWords ou criar metas do Google Analytics em seu site.

É um pouco mais complicado do que simplesmente criar uma campanha sem acompanhar conversões. Mas implementar essas medidas é a única forma real de entender se os seus anúncios estão fechando com ROI positivo.

Você conhece algum outro erro comum nas campanhas de Adwords por aí? Compartilhe suas experiências deixando um comentário abaixo!

Existem diversas maneiras de promover seu e-commerce a aumentar as suas vendas online e uma delas são os anúncios pagos. É possível promover a publicidade nas redes sociais, em ferramentas de busca e também em sites de diversos. No entanto, os links patrocinados no Google ainda são os mais procurados tanto por uma consultoria em marketing digital, quanto por empreendedores e consumidores em geral.

Os links patrocinados são simples e possuem baixo custo de investimento. A campanha consiste em pagar um determinado valor para que seu site apareça nos primeiros anúncios na página de resultados do Google para determinadas palavras-chave, gerando assim mais acessos e conversões em seu site. O próprio buscador traz uma página com todos os detalhes sobre o processo de links patrocinados.

Otimizando sua campanha

Para criar a campanha eficaz, diversos pontos devem ser levados em consideração, especialmente sempre trabalhar dentro do orçamento que você possui para a campanha. Algumas dicas de valor são:

• Escolha bem o título – assim como muitas vezes compramos um livro pela capa, o título é o principal chamariz do seu anúncio e muitas vezes é ele que levará a pessoa a clicar e chegar ao seu site.

• Texto do anúncio – o texto do anúncio deve ser claro, objetivo e trazer os diferenciais de sua empresa. Além disso, convém utilizar expressões como “Cadastre-se já”, “clique aqui” etc.

• Palavras-chave – a pesquisa do Google é baseada em palavras-chave e elas devem fazer parte do seu anúncio. Um escopo de 10 palavras costuma ser ideal, com termos que seu público alvo buscaria para encontrar o seu serviço.

• Página de destino – após criar um belo anúncio, os consumidores clicarão nele e serão redirecionados para a home de seu site. Esse é um erro comum ao criar uma campanha de links patrocinados. Crie páginas de destino específicas para os anúncios, de forma com que o consumidor encontre diretamente aquilo que ele busca e não tenha que ficar passando em diversas páginas de seu site até encontrar aquilo que ele foi procurar.

• Monitore sua campanha – para saber como a campanha está se desenrolando, acesse com frequência sua conta do Google AdWords. O próprio serviço emite alertas sobre mudanças interessantes e você pode ajustar a campanha para obter melhores resultados a qualquer momento.

As campanhas de links patrocinados possuem uma ótima taxa de retorno por serem baratas e trazerem bons resultados quando bem executadas. Estudar com atenção a campanha e monitorá-la são partes importantes do processo e trazem melhores resultados para seu e-commerce.

Post Colaborativo por WSI Marketing na Internet

Ruth Marques é redatora na WSI Marketing na Internet.

Os cobiçados primeiros lugares nas páginas de resultados de busca do Google não são apenas daquelas empresas que possuem uma boa estratégia de marketing digital — são daquelas que investem em campanhas no Google Adwords, os chamados Links Patrocinados.

Você já deve conhecê-los bem, e provavelmente já clicou em algum deles: são os que ficam em destaque, no topo e em uma coluna posicionada no lado direito da página. Muitas lojas virtuais hoje devem o sucesso nas vendas de produtos e serviços aos bons resultados nesse tipo de campanha.

Em suma, campanhas de Links Patrocinados funcionam como uma espécie de “atalho” para se chegar ao topo das páginas de resultado do Google, sem ter que passar pelo, nem sempre rápido, processo de otimização via SEO (Search Engine Optimization). Ainda assim, trabalhar com o AdWords também requer bastante planejamento e dedicação. Que tal então conferir nossos cinco passos essenciais para desenvolver uma estratégia matadora de Links Patrocinados para sua loja virtual?

1 – Defina objetivos

Básica para qualquer estratégia de marketing e vendas, a definição de objetivos claros e plausíveis é o que norteia todo o processo e ajuda a não se desviar do caminho.

Bons exemplos são: aumentar as vendas de determinado produto ou serviço, aumentar o tráfego do blog dentro do seu e-commerce, ou simplesmente conquistar mais assinantes para a sua newsletter. Evite ser genérico ou institucional demais nas campanhas.

2 – Defina seu orçamento

Com o AdWords, você é quem escolhe o quanto vai gastar com a campanha. Isso porque você pagará por cliques que os usuários fizerem nos seus links que aparecerem nas páginas de resultados, em valores descontados de acordo com a cotação de cada palavra-chave, de um montante pago previamente por você, como se fossem créditos.

“Mas como assim?”, você deve estar se perguntando. É que no AdWords, seus anúncios serão vinculados a palavras-chave definidas por você, e que tenham a ver com seu negócio ou seu produto. Essas palavras-chave têm um custo por clique (CPC), determinado pelo nível de procura dela, como se fosse mesmo em uma bolsa de valores.

Supondo que você tenha definido um orçamento de R$500 para a sua campanha e definido “veículos usados” como uma das palavras-chave, se cada clique custar R$1, esse valor será descontado do seu orçamento toda vez que um usuário clicar em seu anúncio.

3 – Defina palavras-chave

Faça um brainstorm de todas as palavras e termos que são relacionadas ao seu produto e, de maneira mais específica, à sua campanha. Tente não ser muito genérico!

Por exemplo, “carros” é um termo bastante genérico e concorrido, ao ponto que “carros usados Belo Horizonte”, mais específico e menos concorrido, pode trazer melhores resultados. Depois, use a Ferramenta de Palavras-Chave do AdWords, que você pode acessar dentro da sua conta dentro do sistema do AdWords, em “Gerenciamento de Campanhas – Ferramentas – Ferramenta de Palavras-chave”. Esse recurso bastante útil mostra o volume de buscas mensais por termo, a concorrência e também quanto vale o clique de cada um deles.

Leia também: Como montar uma campanha de links patrocinados eficiente

4 – Construa as landing pages

De nada adiantaria atrair o público até seu anúncio, fazê-lo clicar, para depois mostrar uma página de produto, serviço ou site ruins. Capriche no conteúdo, dê o máximo de informações que conseguir sobre o seu produto e faça uso das boas práticas de marketing digital: use as palavras-chave, elabore bons títulos e coloque um bom call-to-action.

Atenção: é imprescindível que os links de sua campanha apontem direto para essas páginas.

5 – Construa os anúncios e dê start na campanha

Obedecendo sempre aos limites de caracteres impostos pelo AdWords, crie os títulos, os textos e separe os links de seus anúncios. Lembre-se de que os títulos devem ser bastante chamativos e os textos devem possuir o máximo de informação útil possível, de preferência fazendo uso das principais palavras-chave de sua campanha.

Depois disso, insira essas informações dentro dos formulários de campanha do AdWords e comece sua campanha!

6 – Monitore tudo, sempre

Campanhas de AdWords são bastante dinâmicas — ou seja, é possível alterá-las ao longo do tempo, a partir de dados obtidos das mensurações de suas campanhas. Acompanhe diariamente os índices de cliques e preste muita atenção nos bounce rates (taxas de rejeição), pois um valor alto significa que algo está inconsistente na sua campanha.

Está nas primeiras experiências com campanhas de AdWords ou pelo menos já se aventurou nelas? Como foi o processo e quais os resultados? Compartilhe com a gente suas experiências!

Por Jennifer Overstreet. Enquanto para os consumidores ainda é cedo para se falar de Natal, para os varejistas já está na hora de planejar e traçar estratégias para os feriados e as vendas de final de ano. A alguns meses do Black Friday será que é tarde para gerar ações de impacto de vendas nessa época?

De acordo com Katy Tonkin, especialista em links patrocinados e buscas pagas na empresa Point it ainda não é tarde. Durante sua palestra no Shop.org Summit Digital Retail Boot Camp, Tonkin reduziu o vasto campo dos links patrocinados para cinco ações gerenciáveis:

Identifique suas palavras-chaves mais eficientes (top keywords):

“Seu negócio são suas palavras-chave”, disse Tonkin. “Você revisou suas palavras-chaves muito tarde?” Se você está usando a estrutura correta, mas palavras-chave erradas ou alguma outra combinação que não está funcionando, Tonkin compartilhou uma estratégia para avaliar sua performance.

Para identificar corretamente suas “top keywords” verifique os relatórios de consulta de pesquisa, confira os dados mais antigos ou use ferramentas competitivas. Então, isole suas top keywords (que Tonkin chama de “mude a mobília ao seu redor”) e planeje os anúncios e propagandas com mensagens customizadas e landing pages.

Links patrocinados no Mobile

Se você não está usando links patrocinados para mobile, você está perdendo uma baita oportunidade. Tonkin citou uma pesquisa da comScore que revela que 20% dos consumidores online usam exclusivamente smartphones e tablets e 40% das compras da última Black Friday vieram de dispositivos móveis.

Para começar a produzir links patrocinados no mobile use suas “top keywords” e divulgue seus anúncios com antecedência e também até a última semana antes do Natal. Faça a mesma coisa no mobile, adaptações serão simples. Tonkin diz que buscas por “frete grátis” têm pico durante o período de ações de graças até o Cyber monday.

Use listas de retarget nos anúncios patrocinados

A visão de Tonkin é que é muito mais fácil pessoas que visitam seu site sem comprar nada voltarem pela segunda vez (e desta vez para efetivar a compra) que aqueles que ainda nunca visitaram comprarem alguma coisa.

É por isso que as listas de redirecionamento em anúncios de busca são uma boa aposta – permitindo que você segmente usuários e os oriente de forma mais objetiva e adequada.

Priorize o uso de extensões

“Ninguém lê anúncios, eles só leem o que lhes interessa”, explica Tonkin. “Extensões de anúncio são maneiras de gerar mais interessados naquilo que você tem a dizer.” Mas há muita confusão com Add extension. (veja gráfico).

As extensões dos anúncios ou “Ad extension” são permissões do Google para inserir textos adicionais além das palavras-padrão do anúncio pay-per-click do AdWords”. O conselho de Tonkin sobre este tema é começar com suas principais palavras-chave e se focar nos links de extensões, vendedor e comentários de revisão de extensões.

Use Adwords scripts

As pessoas pensam que scripts são assustadores e confusos, mas para Tonkin eles são o caminho para automatizar e identificar falhas humanas. “Scripts são suas asas. Eles economizam tempo, dinheiro e dead lines”, disse. Comece por onde você é menos eficiente e use recursos como Freeadwordsscripts.com.

Scripts podem verificar links quebrados, alertá-lo quando você está estourando seu orçamento e enviar atualizações sobre o desempenho do seu anúncio. Eles podem ajudar, por isso não deixe que eles intimidem você.

O tempo é curto até as férias e natal. Experimente essas táticas e confira se elas farão diferença nas suas vendas.

Artigo traduzido pela Redação E-Commerce Brasil com autorização do autor.

Coordenador de E-commerce na Nike Store São Paulo

Sobre a área:

Digital é um exponente de crescimento para a nossa marca e como canal de venda é um importante fator transformador do mercado. Digital Commerce é hoje o negócio que mais cresce no varejo brasileiro e já representa grande parte do faturamento da Nike do Brasil. NikeStore.com.br virá para ser a primeira Brand Experience Digital da América Latina e será inaugurada em Setembro de 2013. Os membros deste time trabalharão em conjunto com o time de DTC do Brasil e da Geografia para entregar a melhor experiência de consumo virtual do varejo brasileiro, garantindo o melhor produto, no melhor ambiente com a maior energia para o consumidor.

Requisitos:

● Inglês avançado;
● Conhecimento avançado em mídia de performance, especialmente AdWords;
● Conhecimento avançado de ferramentas de acompanhamento de resultado como Analytics e Omniniture;
● Bom conhecimento em estratégias de comparadores de preço;
● Bom conhecimento em mídias online, soluções Google e redes sociais;
● Conhecimento de programas de afiliados;
● Conhecimento avançado do pacote básico do office; Desejável experiência em gestão de agência de publicidade/digital.

Sobre a vaga:

● Garantir os KPIs de SEM do e-commerce de alta performance da Nike acompanhando de perto todos os resultados e trabalhando em otimizações para melhorar as métricas;
● Garantir os KPIs das demais mídias de performance do e-commerce;
● Garantir o tráfego qualificado para o site;
● Analisar com profundidade o comportamento do consumidor e sugerir melhorias com base nas informações das ferramentas de acompanhamento de resultado;
● Gerenciar a agência de performance acompanhando o dia-a-dia do trabalho e garantindo assim os KPIs.
● Atuar com uma equipe multifuncional para garantir as principais ações de marca do site;
● Trabalhar em conjunto com a área de marketing garantindo a mesma linha de comunicação em todos os canais;
● Trabalhar em parceria com a área de Marketing para garantir o melhor conteúdo de marca para o site;
● Trabalhar em parceria com o departamento de mídia para garantir o melhor uso de todos investimentos da Nike do Brasil para o E-commerce.

Candidate-se

Para se candidatar à vaga acesse o site da empresa e cadastre-se neste link: Vaga Nike Store São Paulo Coordenador de E-commerce

A palavra-chave para a campanha de links patrocinados eficiente é adequação. Para adequar, é sempre saudável entender um pouco mais do perfil de quem está buscando. É importante ressaltar ainda que recomenda-se montar campanhas diferentes para cada plataforma de link patrocinado. O “comportamento” das pesquisas também sofre variação do Google para o Yahoo!, por exemplo.

Montagem de uma campanha de links patrocinados eficiente

O Google tem uma rígida política de restrições em seus anúncios. Existe, literalmente, uma lista negra de palavras. Caso seu anúncio contenha alguma destas palavras ou viole qualquer item da política do site, será retirado de veiculação. Casos variam, os anúncios podem ser reprovados ou até mesmo o site suspenso (ocorre quando existem violações recorrentes ou uma grave). Sites com palavras proibidas na URL, por exemplo, são proibidos definitivamente de figurar com o serviço.

A lista de restrições é bem extensa. Contém muitas palavras que remetam violência, discriminação, linguagem imprópria, direitos autorais e muitas outras situações.

Ainda na busca pela campanha eficiente, é importante entender quando usar Links Patrocinados e quando usar a Otimização para Buscas (SEO). Leia mais sobre o assunto aqui: SEO ou Links Patrocinados?

Saiba definir também qual opção de ferramenta é mais adequada ao seu público. Onde aparecer?

Rede de pesquisa

• Usuário está buscando informações sobre seu produto/serviço.
• Anúncio de texto pago por clique (CPC).
• Acionado através de palavras-chave.

Rede de Display

• Usuário está navegando em sites relevantes sobre seu produto/serviço.
• Anúncio de texto, gráfico e vídeo. Paga por clique (CPC) ou por mil impressões (CPM).
• Presente em sites de conteúdo, e-commerce, ferramentas Google em geral.
• Acionado através de contexto ou seleção de canais.

Como meu anúncio deve ser?

O ponto primordial de sua campanha eficiente é elaborar seu anúncio. A segmentação e escolhas de onde aparecer são importantes. Mas a adequação da comunicação não pode ser deixada de lado.

Não basta simplesmente anunciar algumas palavras e esperar pelos clientes. Seu anúncio deve ser adequado ao momento de cada busca. Entender a situação é decisivo para qualificar suas exibições em links patrocinados.

A importância disto é verificada quando entendemos que os primeiros resultados de busca no Google, por exemplo, não são necessariamente dos clientes que pagam mais para anunciar. Os valores influenciam, mas o que define os primeiros resultados é a relevância do conteúdo. Assim, a qualificação não será apenas no retorno que seus anúncios terão. Se eles não estiverem qualificados, não serão bem classificados.

Trata-se de analisar as possibilidades. O nível de interesse por determinado assunto vai variar constantemente. É recomendado que se preveja as situações e tenha um tipo de anúncio apropriado à cada uma delas. Uma dica importante, sempre tenha a palavra buscada citada no anúncio. Essa técnica também aumenta a conversão.

Como elaborar um anúncio vendedor

Alguns conceitos básicos podem ajudar bastante na elaboração do texto:

• Maior desafio: chame a atenção do cliente em potencial, seu produto deve estar dentro do contexto que mais o interessa. Uma das formas mais recomendadas para atingir isso é sair do padrão, do lugar comum.
• Desafie o cliente, busque por uma interação.
• Mostre o caminho. Informe precisamente o que é necessário para a compra, ou o que pode ser o grande diferencial, sua oferta.
• Caso tenha um telefone importante para definir a venda, coloque o telefone no anúncio.
• Conheça a Política de Restrições. Palavras proibidas vão reprovar seus anúncios e talvez até suspender sua conta.
• Inclua informações importantes de suas ofertas. Frete, parcelamento, condições de pagamentos.
• Dê atenção à URL visível, ela pode chamar até mais atenção que seu anúncio.
• Dentro de seu servidor, organize bem os arquivos. Se o link de destino é uma página de produtos, coloque dentro da pasta “Produtos”: SeuDomínio.com.br/Produtos conta positivamente para o Índice de Qualidade.

Não se assuste com a taxa de rejeição. Seu tráfego vai aumentar, logo sua taxa de rejeição deve ser maior.

Estrutura do anúncio

Estrutura de um anúncio no Adwords

SEO ou Links Patrocinados?

SEO ou Links Patrocinados? As duas coisas. Na hora de definir uma estratégia, muitos têm que optar, no começo de um negócio a verba é normalmente escassa e pode ser necessário escolher apenas um tipo de especialista, sem possibilidades para investir em tudo. Porém, lembramos que SEO hoje é básico. Qualquer site deve ser desenvolvido com otimização para os sites de busca desde o início. A desvantagem da falta de SEO em uma loja virtual, por exemplo, é enorme.

O ideal é que todas técnicas de SEO sejam combinadas com os Links Patrocinados. O SEO contribui bastante com os links patrocinados quando se leva em consideração o Índice de Qualidade, determinante para definir as posições em resultados de busca. URLs amigáveis e um conteúdo bem trabalhado na otimização aumentam a relevância dos sites. O Google e os sites de busca em geral procuram por qualidade nos resultados.

Importante lembrar: o SEO é também deve ser trabalhado diariamente e não só no momento do desenvolvimento, conteúdo indexável (relevante) deve ser gerado constantemente, a ideia do Blog corporativo com conteúdo adequado e focado é muito bem vista e pode turbinar os resultados de uma busca.

Os resultados apresentados mostram que as ferramentas se complementam. Em nenhuma métrica ou situação podemos notar qualquer tipo de conflito entre as técnicas.