Tags Posts tagged with "entrega"

entrega

Em meio ao “boom” de novos aplicativos surgindo diariamente, alguns fazendo sucesso mundialmente com uma propagação viral, pode-se imaginar o potencial que eles têm para contribuir em qualquer setor de atuação.

No segmento de Logística essas aplicações móveis podem ajudar a aumentar a produtividade e a eficiência logística das transportadoras. Uma das principais razões para isso é o fato de permitem uma ótima versatilidade, antes complicada e muito custosa.

Com apenas um dispositivo mobile, seja um smartphone ou tablet, conectado à internet é possível enviar e receber importantes informações em tempo real. É notável que o mercado demanda cada vez mais qualidade e menores prazos quando o assunto é transporte. A possibilidade dos motoristas, sejam próprios ou agregados, estarem com um meio de comunicação de dados onde quer que estejam proporciona maior eficiência ao setor.

Através de apps, os quais devem ser intuitivos e de rápida navegação, é possível atualizar ocorrências, verificar tarefas, enviar fotos, visualizar mapas, entre outras funcionalidades.

Veja alguns exemplos práticos em que a ferramenta contribui:

Visualização pelos motoristas das atividades diárias, semanais ou mensais atualizadas;
Atualização do status de entrega em tempo real;
Envio de fotos de cargas com algum tipo de não conformidade;
Preenchimento de relatórios diários;
Envio e recebimento de mensagens para a base operacional.

Além dessas é possível imaginar diversas outras funcionalidades úteis aos transportadores. Com essa solução eliminam-se as atividades que não agregam valor ao cliente, como o lançamento dos dados por um intermediário entre o motorista e o sistema. Isso contribui para uma operação com maior produtividade e um modelo de trabalho mais enxuto.

Os benefícios são diversos, dentre eles:

Redução de custo

A comunicação em tempo real e direta entre o motorista e a matriz elimina a necessidade de atividades que não geram valor agregado ao cliente, principalmente com retrabalhos como a alimentação de sistema com dados contidos em papéis.

Maior Controle

A possibilidade de visualização e atualização online das atividades dos motoristas próprios e agregados pela matriz, assim como o conhecimento de sua posição, tempo de trajeto e paradas, por exemplo, permitem maior controle operacional à transportadora.

Informação rápida

É comum surgirem ocorrências durante um transporte, seja um material com avarias, endereço incorreto, ausência de receptor da carga, confirmação de entrega, entre outros. A ferramenta permite também que toda e qualquer não conformidade seja registrada no momento em que acontece, o que aumenta o tempo hábil para solução de problemas.

A tecnologia disponível no mercado deve ser explorada para trazer resultados positivos no segmento de logística, a qual tem um papel fundamental em qualquer economia.

O cliente final precisa perceber a evolução e se beneficiar dela pelos ganhos de qualidade, custo e prazo.

Texto publicado no Blog da Asaplog

Depois do surgimento da internet, muita coisa mudou e uma delas foi a forma de se fazer propaganda de marcas, negócios, serviços ou produtos. Antigamente, era comum receber em casa (pelos correios) catálogos divulgando lançamentos e cartas com descontos especiais, mas agora isso tudo é recebido por e-mail.

O e-mail marketing é, certamente, um meio muito mais confortável, prático e econômico de atingir potenciais clientes do que a antiga mala direta. Acontece que, como praticamente todas as empresas — das pequenas até as gigantes — decidiram aderir à técnica, os provedores começaram a criar regras para proteger seus usuários da propaganda indesejada.

Se antes nossas caixas de entrada ficavam lotadas com uma imensa variedade de promoções, hoje isso já mudou bastante. É por isso que vale a pena entender a diferença entre entrega e entregabilidade — conceitos crucias para o sucesso de suas campanhas. Continue acompanhando e confira!

Uma breve explicação sobre o envio de e-mail marketing

Antes de entrarmos na definição dos conceitos de entrega e entregabilidade, vale ressaltar que, ao contrário do que muita gente pensa, não basta criar uma campanha linda copiar e colar os endereços de e-mail em uma mensagem e clicar em “enviar”.

Há muito tempo que as coisas não funcionam mais desse jeito. Como a quantidade de envios de campanhas se tornou absurda, os provedores dos usuários começaram a filtrar esses conteúdos e a analisar sua relevância para cada destinatário. Claro que existe uma engenharia incrível que torna esse processo automático e muito eficiente (não falaremos sobre isso agora).

O que você precisa saber é que: se o seu e-mail (aqui consideramos e-mail o conteúdo da mensagem mesmo) não estiver totalmente de acordo com uma série de normas e se o IP do computador que está enviando não tiver permissão para realizar essa tarefa sua ação não chegará a nenhum remetente. Foi para atender essa necessidade que muitas empresas se especializaram em fazer esses envios e medir a taxa de aceitação/retorno.

O que é entrega?

Agora sim, vamos imaginar uma situação hipotética: você decidiu criar uma campanha para divulgar sua nova coleção de roupas primavera/verão e preferiu enviar as novidades por e-mail para seus 100 clientes cadastrados. A entrega é justamente isso: a forma de medir quantos e-mails chegaram ao provedor do destinatário com sucesso.

É importante compreender que chegar ao provedor não é o mesmo que chegar na caixa de entrada. É no provedor que seu e-mail marketing será avaliado e só então direcionado para o cliente em questão. E ele pode ser aceito ou bloqueado. Pode ir direto para a caixa de entrada ou para o lixo eletrônico.

Então, voltando ao exemplo inicial, se ao fazer o envio as estatísticas não te mostrarem que houve algum tipo de retorno por conta de remetente inválido ou por problemas no conteúdo ou no IP, bingo! Você acaba de fazer suas entregas ao provedor com sucesso. Mas lembre-se: isso não quer dizer que seu e-mail marketing esteja na caixa de entrada do seu cliente, muito menos que ele tenha lido sua mensagem.

O que é entregabilidade?

É a entregabilidade que vai te dizer se o cliente realmente recebeu seu conteúdo na caixa de entrada (ou inbox). E por que é tão importante receber o conteúdo na caixa de entrada? Se ele cair na caixa de spam ou no lixo eletrônico, o que muda?

Bom, para entender é muito simples: imagine que você mora em um prédio onde as caixas de correio de cada morador ficam ao lado da lixeira. O carteiro chega e coloca algumas cartas nas caixas e outras na lixeira. Quais delas você irá ler? Claro que aquelas que recebeu em sua caixa de entrada, porque não é comum ficar vasculhando o lixo, certo? O mesmo acontece no ambiente virtual.

Então, você pode ter uma taxa de entrega de 100% (porque todos os e-mail eram válidos e estavam corretos etc.) e uma taxa de entregabilidade de apenas 70%, por exemplo. Isso que dizer que de todos os envios, apenas 70% deles chegou nas mãos dos destinatários. Logo, seus resultados de ROI — Retorno sobre Investimento (que foi feito na campanha) devem ser baseados nesse último número, para estarem corretos.

Apesar de parecerem a mesma coisa, a entrega e a entregabilidade representam conceitos bastante distintos, mas simples de entender. Agora você já pode partir para sua próxima campanha com muito mais segurança. E se ficou alguma dúvida não de escrever para nós através dos comentários!

Webinar: Entregabilidade – 6 passos para o inbox

Se interessou? Mais sobre o tema? Marcus Vinicius Souza realizou um webinar aprofundando mais o assunto para a E-commerce Brasil, Entregabilidade – 6 passos para o inbox. Assista:

Ao se pensar em inovação logística, os drones estão entre as primeiras coisas que vem à cabeça nos dias de hoje. Este equipamento, também conhecido como VANTS – Veículo Aéreo Não Tripulado ou VARP – Veículo Aéreo Remotamente Pilotado, tem chamado atenção do mercado nos últimos anos.

Apesar de não ser uma criação recente e já ser utilizada para determinadas necessidades como na produção de imagens, limpeza, segurança e a militar, por exemplo. A expectativa proveniente da aplicação como uma nova forma de transporte de cargas é alta, pois figura como uma solução a muitos problemas logísticos.

Entregar produtos com drones seria a melhor solução para o E-commerce?

Dentre as principais dificuldades no transporte estão: prazo, infraestrutura, custo, acesso a regiões hostis e segurança. Os quais podem ser solucionados com os drones, considerando que o transporte aéreo é mais rápido, não demanda grandes infraestruturas, custa menos, o equipamento sobrevoa áreas remotas como ilhas, sem grandes dificuldades e o risco de acidentes e assaltos são remotos.

Veja também: Dubai testa entrega com drones com identificação de retina e impressões digitais

Embora muito se falar sobre o assunto, ainda existem diversas questões a serem definidas, como por exemplo as regras de trafego aéreo, segurança e energia. Por estas e outras razões a utilização atual desta tecnologia no segmento de Logística ainda é restrita. Empresas como DHL estão realizando testes em determinadas regiões na Europa com a movimentação de remédios para locais mais isolados e com maiores complicações na entrega através dos meios convencionais. A Amazon nos Estados Unidos e a Google na Austrália também fazem seus experimentos para entregas de compras pela internet. Existem ainda notícias de que o Facebook planeja utilizar drones para distribuir internet pelo mundo.

De um modo geral os drones tendem a se popularizar e continuar sendo solução alternativa interessante para muitas atividades. Como será com a Logística? Podemos imaginar andar pelas ruas e se deparar com drones aterrissando e levantando voo nas residências e centros de distribuição para entregar pacotes comprados no e-commerce. Outra possível realidade serão áreas fechadas com estes dispositivos movimentando materiais, eliminando atividades operacionais realizadas por pessoas. Será que as entregas urbanas deixarão de serem realizadas por pequenos veículos de carga e motocicletas?

Independente das respostas para as perguntas temos que lembrar que ainda existe muito trabalho pela frente. Viabilizar a utilização de drones nas entregas não será uma tarefa fácil no âmbito operacional e financeiro!

Assista o vídeo do voo teste da DHL:

Texto publicado no Blog da Asaplog.

——————————————————————————————————

Logística. Mercado, tendências e inovações

Este e-book logística apresenta uma visão da Logística e seu contexto no mercado global. O impacto das inovações da indústria e varejo na logística e vice e versa, além de algumas tendências. É preciso entender a dinâmica empresarial e estar preparado para rápidas mudanças!

Baixe gratuitamente e boa leitura!

Transportadora ou Correios? Quem tem uma loja virtual está cansado de saber que um dos fatores mais importantes para o sucesso do negócio é o transporte das mercadorias até o cliente. A logística, portanto, é um fator decisivo!

A atividade de entregar as mercadorias no endereço do cliente precisa ser especialmente tratada, com muito planejamento, cuidado e com empresas sérias e consolidadas no mercado. Neste momento, algumas dúvidas sempre surgem como a escolha do operador logístico: Transportadora ou Correios?

Por que enviar mercadorias pelo Correios?

Os Correios atendem a diversos tipos de lojas virtuais, por causa da representatividade e do alcance nacional que ele possui. Isso permite que o serviço chegue em diversos locais que uma transportadora comum não chegaria, por exemplo.

O fator frete

Além disso, são várias as modalidades de fretes oferecidos pelos Correios, calculados de acordo com o peso da mercadoria, o tempo de espera, o preço e o tipo de produto. Isso possibilita atender vários clientes, com um serviço que já é conhecido pela maioria e, portanto, tem confiança e credibilidade no mercado.

Transportadora ou Correios? Entenda qual escolher para seu E-commerce.

Integração com a plataforma

Através do web service dos Correios é possível estabelecer uma integração direta com a loja virtual, para mostrar o valor do frete ao cliente final de forma automatizada – aquele cálculo de frete que o cliente faz na hora de fechar o pedido e é automaticamente alterado conforme região.

A vantagem é informar ao cliente antes de ele concluir o pedido e garantir que você não terá prejuízo enviando uma mercadoria para uma localidade distante pelo preço que deveria cobrar somente em caso de entrega local. Por isso, essa é uma forma de evitar prejuízos para a sua loja e também ser transparente com o seu cliente.

Contratos especiais

É possível também fazer um contrato como pessoa jurídica e conseguir fretes mais em conta, de acordo com o volume de envios. Isso permite maior controle dos seus envios e uma economia em termos de valor final para você e para os seus clientes, pois quanto mais barato sair para você, maior poderá ser o desconto para o seu cliente.

Além disso, a medida que o seu e-commerce for vendendo mais você poderá melhorar o contrato com os Correios, pagar menos e lucrar mais.

Leia também:

Correios agora cobra taxa extra sobre produtos importados

Quando devo escolher uma transportadora?

Se dua loja virtual trabalha com volumes maiores em peso e cubagem, talvez os Correios não te atendam – o limite para envio via Sedex é de no máximo 15 kg. Se o seu caso for a necessidade de transportar materiais químicos, como tintas, os Correios também não te atenderão. Sendo assim, você precisa procurar os serviços de uma transportadora para entregar os seus produtos.

Alcance específico

Uma transportadora pode ter alcance nacional, regional ou estadual, sendo, portanto, necessária uma pesquisa e contato prévio para verificar quais regiões são atendidas e os preços praticados em cada uma delas.

Se a sua atuação é somente regional, por exemplo, aposte em uma transportadora que atua na região específica, pois não há necessidade de investir em um contrato nacional nesse caso.

Transportadora ou Correios? Entenda qual escolher para seu E-commerce.

Busque referências no mercado

Para achar a transportadora ideal para o seu e-commerce procure referências, ligue, busque informações no mercado. Por não ser um serviço utilizado pela maioria, é indicado buscar a opinião de quem o utiliza para saber os prós e os contras.

A importância de catalogar tudo

Tenha em mente os produtos que deseja transportar, bem como as informações necessárias sobre eles. Considere peso, cubagem e tamanho dos pacotes, por exemplo. Esses dados são fundamentais para obter cotações assertivas dos seus fretes.

Busque por plataformas que integrem com as transportadoras

Procure sistemas que integrem o serviço de cotação automática, diretamente no seu e-commerce. Tenha em mente que algumas plataformas não oferecem isso como padrão e, portanto, te deixam com mais um trabalho: o de criar uma tabela de frete e atualizá-la sempre para consulta. Portanto, pesquise a viabilidade, seja através da implementação de um plugin ou extensão ou mesmo optar por uma plataforma que já tenha essa funcionalidade.

As transportadoras não entram de greve

O envio de mercadorias por uma transportadora assegura também o cumprimento do prazo em caso de greves nos Correios. Se você já vivenciou essa situação, sabe que ela pode representar uma diminuição considerável nas vendas. Portanto, ter este “plano B” pode ser a salvação do seu negócio virtual.

A logística do seu e-commerce não é um bicho de sete cabeças

Transportadora ou Correios? Entenda qual escolher para seu E-commerce.

Antes de encarar esse fator importantíssimo para o sucesso da sua loja virtual como um problema, saiba que basta pesquisar bastante e contar com a  ajuda de quem já atua neste mercado a mais tempo. Pense também, nas vantagens e desvantagens de cada uma dessas modalidades de entrega, no tipo dos produtos que você comercializa e escolha a que melhor atende à demanda do seu negócio.

Em sua experiência, qual você acha que é a melhor opção para o envio das mercadorias no comércio eletrônico brasileiro? Conte para a gente nos comentários. Se você ainda não se decidiu, deixe suas dúvidas nos comentários que lhe ajudaremos também.

Logística no E-commerce. Quem tem um e-commerce sabe que garantir as entregas dos produtos com o menor tempo e custo possível é um grande desafio. Além de tudo, esse é um fator crítico para garantir o sucesso da loja virtual.

Vale lembrar que o processo logístico não envolve apenas o transporte, mas começa na armazenagem dos produtos, as embalagens, como é feito o controle de estoque, o fluxo dos pedidos até, finalmente, a entrega. Esse é um processo que precisa ser muito bem organizado, com atribuições bem definidas para cada um dos envolvidos. Pensando nisso, separamos as principais dúvidas referentes à logística e a resposta delas, para lhe guiar. Confira:

1- Como organizar o meu fluxo logístico?

Antes de qualquer coisa, é fundamental que você tenha o processo logístico bem delineado e organizado. Por isso, é preciso definir quem cuidará do que, quando chega o produto x ou y, qual o processo de finalização de compra, como a compra finalizada chegará no departamento de logística, etc.

Com base em todas essas informações será possível desenhar as responsabilidades de cada um, até que o produto chegue na casa do cliente. Isso depende de muito planejamento, observação e controle.

2- O que considerar para escolher o operador logístico?

Para gerenciar tudo isso você precisa de um sistema que integre todas as etapas do processo, amarrando-as. Assim que terminar a compra de produtos para o seu estoque, por exemplo, o próximo passo já precisa estar integrado e previsto, para que a logística esteja preparada para tomar a atitude necessária para a entrega.

Leia também: Como escolher um operador logístico para a loja virtual.

Integração da sua plataforma com o sistema do operador é fundamental.

É importantíssimo que o sistema de gestão do seu e-commerce seja integrado com o sistema de operação logística. Essa escolha corresponde a uma das grandes questões para deslanchar o seu negócio.

Portanto, pesquise bem antes de escolhê-lo e verifique o que ele é capaz de entregar em qualidade, rapidez, resultado, atendimento e know how. São características que devem ser levadas em conta no transporte das suas mercadorias.

3- Devo escolher os Correios ou optar por uma transportadora?

Antes de tomar essa decisão você deve levar em consideração alguns fatores. Por exemplo, se o produto que você vende é maior e mais pesado, a transportadora é a melhor alternativa. Isso porque, além de limitar o tamanho e o peso das encomendas enviadas, os Correios cobram taxas adicionais pelos produtos mais robustos, e isso poderá deixar o seu valor de mercado com frete bem menos atrativo para sua clientela.

Mais: Correios mostra como calcular o valor do frete de um produto.

t1_frete_141044_1480

Lembre-se também de considerar o custo, a possibilidade de um contrato para economizar, a velocidade de entrega, o seguro em caso de extravio de mercadoria e o envio para fora do país, por exemplo. Para escolher o operador logístico da sua loja virtual você deve ter em mente que não existe uma fórmula que dê certo para todos, por isso, é essencial optar pelo que for melhor para o seu negócio.

Leia também: Como escolher o produto certo para minha loja virtual?

4- Além do operador, é preciso investir em pessoal dentro da minha empresa?

Alguns imprevistos podem ocorrer no caminho e a consequência pode ser um atraso na entrega. Por isso, você precisa contar com um back-office bem preparado, para atender o seu cliente e estar pronto para trabalhar com alternativas necessárias, agir de imediato e solucionar problemas.

Leia também: A importância da embalagem no E-commerce.

Prepare a sua equipe para atender telefones, rastrear encomendas e ficar sempre em contato com os fornecedores e com os operadores logísticos para estreitar as relações e obter sucesso nos contatos urgentes.

Tenha também um canal direto com o cliente para que ele possa sugerir, comentar ou reclamar de algo durante a entrega. É através disso que ela vai melhorando para atender com excelência os seus clientes.

Tem estoque dentro da sua empresa? Você precisa de pessoal qualificado!

Além disso, se você tiver um grande estoque dentro da sua empresa é fundamental que se organize para administrá-lo da melhor forma. Para isso, é essencial ter pessoal preparado, com experiência em gestão de estoque ou, caso não encontre pessoas já capacitadas, saiba que você precisará investir em capacitação.

6 dúvidas mais frequentes sobre Logística no E-commerce.

5- Como gerenciar todo o processo de logística?

Para obter uma melhoria contínua das suas entregas, que significam tempo e custo cada vez menores, estabeleça metas com a sua equipe e fornecedores. Negocie prazos melhores, busque novas alternativas e mantenha sempre o controle de tudo para medir e analisar novas decisões. Atente-se, inclusive, ao feedback dos clientes para evoluir neste sentido também.

6- Terceirizar ou não?

Existem empresas que fazem o gerenciamento logístico completo da sua loja virtual. Isso pode facilitar o processo, mas pode encarecê-lo também. Por isso, é importante analisar o quanto isso traz de diferença no valor final e no que implica para a sua loja virtual.

Optou pela terceirização? É fundamental que o sistema que gerencia o seu e-commerce, esteja integrado ao utilizado pela sua empresa de logística. Cabe colocar no papel o que você perde e ganha terceirizando a operação logística. Assim você descobre todas as vantagens e desvantagens disto.

Aproveite nossas dicas e invista na gestão logística do seu e-commerce. Se ainda tiver dúvidas e precisar de ajuda nas suas decisões, deixe nos comentários e lhe ajudaremos a seguir pelo melhor caminho!

A embalagem no e-commerce deve ser alvo de preocupação tanto quanto os outros itens necessários para criação de uma loja virtual. A experiência do cliente começa na vitrine e termina nele satisfeito com o produto.

Devido a toda agilidade e facilidade que o e-commerce proporciona ao cliente, a expectativa do recebimento da compra e a ansiedade para a chegada do produto tem se tornado cada vez maior, tanto isso é uma verdade que hoje já existem e-commerces proporcionando a compra online e a retirada na loja física.

A importância da embalagem no E-commerce.

Esse novo perfil de consumidor que estamos atendendo, se dá pelas novas gerações que vem chegando cada vez mais conectadas e informatizadas e também pelo próprio crescimento deste mercado, com consumidores comprando mais através deste canal e sentindo a velocidade com que este acontece.

Transportar encomendas pelo Brasil é uma missão difícil devido às condições da infra-estrutura de transporte do país. Fazer a encomenda chegar em boas condições torna-se um verdadeiro desafio.

Por tudo isso, a escolha da embalagem deve ser feita cuidadosamente e testes de envios são bem vindos antes de iniciar uma nova operação, além do que a embalagem é a apresentação física da loja online para o consumidor.

Hoje temos inúmeros fornecedores de embalagens com muitos modelos, opções de customizações, tanto para o fechamento externo quanto para proteção interna do produto, como por exemplo, caixas de papelão comuns e flexíveis, isopor em cubos, envelope de segurança de polietileno, envelopes acolchoados, plásticos bolha de varias gramaturas, almofadas de ar, espumas térmicas expansivas e muitos outros mais.

Fato é que, quanto mais resistente for a embalagem e mais protegido internamente o produto estiver, maior a chance dele chegar perfeito ao seu destino.

Cuidar bem desta escolha não é simplesmente um capricho de marketing e sim uma lógica de preocupação para diminuir a logística reversa e a evitar gerar desprazeres aos consumidores.

A importância da embalagem no E-commerce.Quando os produtos da loja online tem alto valor agregado, para se evitar extravios, o marketing do lado de fora das embalagens deve ser ponderado, nestes casos, uma das soluções é efetuar ações de marketing dentro das embalagens, como por exemplo envio de brindes, folders, cartões, revistas, cupons de desconto.

As tabelas de todas as transportadoras, inclusive dos Correios, precificam o frete conforme o peso físico e o peso cubado da encomenda; cobrando sempre pelo maior valor dentre os dois; nem sempre o peso físico será o maior do que o peso cubado, portanto, dimensionar o tamanho das embalagens é tão importante quanto verificar a gramatura dos insumos dela.

O ideal é escolher tamanhos fixos de embalagem porque o tamanho e o peso das embalagens são duas informações dentre algumas outras necessárias para ter o cálculo exato do custo do frete.

Por serem as embalagens sempre compradas em grandes quantidades, ter experiências, testando-as com as transportadoras escolhidas, fazendo alguns envios antes de iniciar uma operação de e-commerce, é uma ação que sempre ajuda nos ajustes finais para tomada de decisão mais assertiva da compra destes itens.

É importante que se tenha em mente por onde passam estas encomendas desde sua saída do operador logístico até sua chegada ao destino final; o trajeto todo envolve passar por estradas, muitas vezes por rios, sorters* (definição no fim do texto) e mais sorters*, gaiolas logísticas ou sacas logísticas, caminhões, aviões cargueiros, esteiras e mais esteiras (horizontais e inclinadas), balanças, mãos e mais mãos, entrando e saindo várias vezes de um lugar para outro, de um caminhão para um centro de distribuição, de lá para um outro caminhão, outro centro de distribuição, depois um avião, outro caminhão, mais um centro de distribuição, outra esteira, então para um outro sorter*, outro caminhão e quando não recebido a primeira vez, a encomenda vai e volta para outras tentativas de entregas e; quando existe logística reversa, conta-se duas vezes todo este processo, um para a ida e outro para a volta.

Aí vem a pergunta: Como é a embalagem e como foi acondicionado o produto? Pergunta esta que na maioria das vezes é a resposta e a solução da maioria das reclamações de avarias.

É imprescindível e inquestionável que os transportadores tratem com cuidado das mercadorias mas, por exemplo, transportar taças de cristal em uma caixa de papelão de baixa gramatura não é o mesmo que transportá-las em caixas de papelão de alta gramatura, portanto uma embalagem bem planejada e testada diminui muito as chances de avarias.

Quanto aos transportadores e ao custo do frete e do produto que a loja online teve que computar, isto é simples de se resolver, para tal existem o seguro e as indenizações, mas e a frustração do cliente?

Vale pensar bem nisso.

*sorters: separadores mecânicos formados por esteiras que correm em trilhos e que são utilizados por transportadores para pesar, cubar e fazer a separação por regionais ou CEPs de destino da mercadoria.

Texto do Gustavo Fabrício para o E-commerce Brasil.

Muitas vezes, o micro e pequeno empreendedor virtual tem dificuldades em escolher qual produto será o seu carro-chefe. Isso ocorre por preferência pessoal, outras vezes pela dúvida, ou então pela pura falta de planejamento. Acontece que escolher o produto que será eleito para se tornar o chamariz da sua loja virtual é muito importante para uma estratégia de vendas consistente em um e-commerce.

Escolhendo um produto como carro-chefe, o empreendedor concentra energia e foco para realizar todas as ações de marketing digital (além de criar uma descrição, com fotos de alta qualidade, um texto atraente e vídeos na página do produto). Para tomar a decisão de qual mercadoria deve ser a escolhida. Citarei abaixo alguns tópicos importantes de serem analisados.

Leia também: Em busca do produto perfeito: Por que investir em um e-commerce de nicho.

Como escolher o produto certo para minha loja virtual?1 – Volume cúbico e peso baixo

Ele não pode ser muito grande, nem ocupar muito espaço no estoque, pois assim terá dificuldade na armazenagem e no envio.

Um produto com muitas complicações nesse quesito gera um frete maior, e isso pode espantar o cliente na hora da compra. Além dos gastos com o frete, uma embalagem para produtos com volume cúbico elevado pode ser um pouco custosa também, elevando o valor do produto na venda.

2 – Alto valor agregado e concorrência

Produtos com alto valor agregado são ótimos, pois aumentam o tíquete médio do comprador. Além disso, uma mercadoria dentro desta categoria dá a vantagem para uma micro e pequena loja virtual de competir no mercado pela qualidade, e não pelo preço – onde os grandes players acabam sempre ganhando.

É preciso, portanto, procurar um diferencial onde a empresa é boa e única, para que as pessoas tenham a sua loja virtual como referência e entendam que, quando precisarem do seu produto e/ou serviço, elas saibam que você é melhor no ramo.

3 – Frequência de compra

Escolha um produto onde o comprador precise adquirir com uma certa frequência. Um creme anti-celulites, por exemplo, a usuária precisa passar todos os dias e continuar comprando para que o produto faça efeito.

Com produtos neste estilo, você pode definir estratégias de promoção e vendas que fará com que cheguem novos clientes e, os clientes que já adquiriram o seu produto anteriormente voltem a comprar. Com isso, o seu e-commerce gerarão uma bola de neve positiva, e suas vendas só irão aumentar.

Desde o dia 2 de junho de 2014, você que comprar produtos importados, além de todos os impostos que já paga, pagará uma taxa extra de R$12 para os Correios. Estão livres da nova taxa, apenas os produtos que são isentos de impostos de importação.

Vale aos lojistas virtuais que importam produtos após a venda, que os produtos devem ter um acréscimo “simbólico” de 12 reais no valor final.

Um consumidor entrou em contato com o Blog Profissional de E-commerce para relatar sua surpresa e extrema insatisfação com os Correios, acompanhe o relato:

“Encomendei 4 pacotes em março do site Hobbyking.com, suas encomendas são enviadas da China, Malasya, etc. Três pacotes chegaram semana passada, mais de 60 dias de espera depois que o pacote chegou no Brasil.

Fui retirar os 3 pacotes e falei que estava faltando um. Me disseram que esse ainda não havia chegado aos Correios. Retirei os 3 pacotes, paguei os 60% de imposto, mesmo com o valor adicional (produto + Frete) sendo inferior a U$ 50, e depois de 3 dias uteis recebi um telegrama dos Correios avisando que deveria retirar o pacote na mesma agência dos Correios.

Detalhe, para os primeiros pacotes, foi enviada uma carta normal, neste veio um telegrama com uma surpresauma taxa nova! Taxa para despacho postal de R$ 12. O pagamento somente pode ser feito em dinheiro e na agência informada. E a outra novidade, caso eu não retirasse em 7 dias, seria cobrada uma taxa de armazenagem de valor não informado.

Bom, então fica assim, mesmo que os pacotes cheguem no Brasil na mesma data, eles são enviados em datas diferentes, e se você quiser esperar para retirar todos os pacotes juntos, pagará a taxa de armazenagem. Lembrando que somente é possível retirar de segunda a sexta das 9 às 17.

O pior de tudo foi que o pessoal dos Correios não explicam porque temos que pagar essa taxa, perguntei se foi informado ao remente no momento do envio sobre essa taxa, não sabem informar. Eu me recusei pagar, e eles comunicaram que não entregariam meu pacote.

Agora, o frete já foi pago para entregar até a minha casa e tenho que retirar nos Correios e ainda sou eu quem paga? Ah, mais uma surpresinha quando acabei pagando a taxa. O pacote estava totalmente danificado, me senti pagando um resgate de sequestro”.

pacote-correios
Foto do pacote enviada pelo consumidor que preferiu não se identificar.

Veja a nota dos Correios na íntegra:

Informamos que, a partir de 2 de junho de 2014, os Correios passam a cobrar do destinatário um valor relativo à operação de despacho postal de encomendas internacionais, que estão sujeitas ao pagamento de imposto de importação, cobrado por meio de Nota de Tributação Simplificada (NTS).

A NTS é um documento de arrecadação do imposto de importação, emitido para encomendas postais internacionais, sem fins comerciais e com valor aduaneiro de até 500 dólares americanos, ou o seu equivalente em outra moeda.

O valor cobrado será de RS 12,00 e tem como objetivo cobrir os custos das atividades postais realizadas pelos Correios na nacionalização das encomendas internacionais. Essas atividades incluem desde o apoio operacional ao processo de desembaraço aduaneiro, realizado pela Receita Federal, até a custódia dessas encomendas até a sua entrega final, com o recebimento, via NTS, do imposto de importação e o seu repasse à União.

No entanto, convém registrar que as remessas postais que estão isentas de pagamento de imposto de importação, segundo a legislação aduaneira brasileira, continuam liberadas do pagamento desse valor.”

Os Correios gastaram R$42 milhões agora em maio para a atualização da marca. Este é o País dos Impostos.

Com informações do Blog do Jotacê.

Na hora da entrega, a escolha da embalagem do produto é uma peça-chave para garantir a satisfação do cliente. Fatores como manter a integridade do produto durante o transporte são importantes, mas também é necessário pensar que a embalagem pode criar um diferencial entre a sua empresa e as outras.

Por que a embalagem do produto é tão importante para as Lojas Virtuais?

Em primeiro lugar, entenda que tipo de produto sua empresa entrega e escolha a embalagem que contenha as características necessárias para que o produto chegue intacto até o cliente. Pense em todas as etapas: desde o armazenamento, até a saída da loja, o manuseio pela empresa de transporte/correio. Sua empresa perde pontos com qualquer dano que o produto venha a sofrer durante o transporte. Garantir que o produto chegue do jeito que o cliente espera é essencial!

Além disso, inovação é com certeza algo a se levar em conta. Embalagens que chamem a atenção do cliente aumentam a satisfação dele com a loja. Invista em embalagens que, além de práticas e seguras, sejam também bonitas. Isso mostra que a empresa teve cuidado com o produto desde a escolha da embalagem e transmite confiança ao consumidor. Pesquise os concorrentes e tenha um diferencial desde a etapa da embalagem.

Colocar junto com o produto flyers com propagandas e promoções da empresa pode ser uma boa forma de fazer com que o cliente continue comprando na loja, mas tome cuidado para que essas informações estejam sempre atualizadas.

Investir em pequenos brindes junto com o produto, ou mensagens agradecendo o cliente por ter escolhido a loja também mostram cuidado e atenção e fidelizam o consumidor. Você pode apostar também em mandar um brinde especial dentro da embalagem, ou um vale desconto depois de um número x de compras do cliente com uma mensagem agradecendo a fidelidade com a loja e a vantagem oferecida.

Lembre-se: para o sucesso da sua loja virtual, todas as etapas devem ser pensadas com cuidado. Não perca a chance de se diferenciar no mercado, invista! Cliente satisfeito é cliente fiel.

Texto do Galleger Ilhe publicado no E-commerce Brasil.