• Diego Carmona
  • por Diego Carmona
  • Fundador do Lead Lovers. Testo Idéias, tentando mudar o mundo, mudando com ele e pivotando como louco! Foco em tentar, mesmo não acertando mas curtindo a viagem da busca.

5 mitos sobre o mercado de Afiliados

24 de maio de 2016
Share Button

A chegada de novas redes de afiliação e novos profissionais e empresas gerando conteúdo com foco nesse negócio aquecem cada vez mais o mercado de afiliados no Brasil. O ramo de atuação é voltado para proprietários de um site, redes sociais ou outro canal da internet faturar com comissão ajudando a vender produtos e serviços.
O período de ascensão pelo qual o mercado de afiliados está passando é visto como uma grande oportunidade por pessoas que desejam iniciar seu empreendimento digital ou rentabilizar os seus projetos on-line. Ao mesmo tempo, é cercado de receios diretamente relacionados à falta de consenso das informações que circulam sobre o assunto.

Por que apostar no Marketing de Afiliados para e-commerce?


Muitos são mitos negativos que afastam potenciais investidores dessa atividade promissora ou, pior que isso, atrapalham quem quer entrar nesse tipo de programa a tomar as decisões mais assertivas para que seu negócio seja bem-sucedido. Para ajudá-lo, separamos os cinco mitos mais comuns e a explicação do porquê estão equivocados.

1- Afiliados somente podem ser blogueiros

Pensar que o mercado de afiliados somente está disponível para blogueiros é muito comum e afasta o interesse de proprietários ou interessados por outros canais on-line. Talvez isso se deva ao fato de que o negócio ganhou muito notoriedade através das páginas de blogs.
Todas as pessoas que desejam representar alguma marca na internet e ao mesmo tempo alavancar o tráfego de para suas redes sociais, site ou mesmo blog podem ser afiliadas. Nesse sentido, pode utilizar as ferramentas que já possuem ou mesmo adaptar algum recurso exclusivamente para explorar o negócio.
Exemplo disso, é oferecer um portal para divulgação de cupons de descontos, obtendo lucros a partir de tudo o que for vendido.

Cinco ações para motivar afiliados e aumentar as vendas

2- Programas de afiliados são fáceis de gerenciar

Quando se trata de internet, as pessoas costumam ter a falsa ideia de que todos os negócios relacionados a essa área são fáceis de administrar. Se você deseja iniciar atividades no mercado de afiliados, no entanto, deve se preparar para uma realidade totalmente diferente do que o senso comum propaga.
Provavelmente, você deverá encarar uma concorrência muito grande e dificilmente obterá uma receita satisfatória em curto prazo. Mas tudo isso não deve desanimá-lo. Para alcançar sucesso estabeleça um bom relacionamento, fazendo as parceiras corretas e eficientes, e mantenha um conteúdo sempre com qualidade e bem atualizado.
Investir nas campanhas adequadas para transformar os seus acessos em conversões também é essencial para garantir diferencial nesse ramo de atuação.

3- Só vale investir em mercados de afiliados quem trabalha em um nicho de negócio lucrativo

A ideia de que o mercado de afiliados é exclusivo para quem trabalha em um nicho de negócio considerado lucrativo também costuma desanimar empresas que enxergam seu ramo de atuação pequeno demais. Essa premissa não é verdadeira porque, apesar de segmentos populares costumar apresentar um desempenho melhor nesse negócio, isso não significa que outros ramos não possam se dar bem com essa ferramenta.
Nesse sentido, vale a pena investir nessa atividade e garantir melhor desempenho, basta manter-se alinhado com os seus objetivos e encontrar afiliados que entendam e valorizem a sua relevância.

CPA, CPC, DPC? Entenda as principais formas de comissionamento de afiliados

4- O mercado de afiliados é uma estratégia obsoleta

Considerando que os novos algoritmos de SEO do Google têm deixado a tradicional construção de links para trás, investir em marketing de filiados pode não parecer uma atividade muito promissora. No entanto, é possível trabalhar aliando as duas técnicas para construir e proporcionar mais visibilidade a sua marca.

5- Você somente obterá sucesso com mercado de afiliados se conseguir anunciar os produtos em um maior número de canais possíveis

A atuação no mercado de afiliados depende mais da qualidade do que da quantidade. Isso significa que mesmo anunciando em poucos sites, você ainda poderá ter um bom resultado, caso todos os seus parceiros entreguem conversões significativas. Por esse motivo, o sucesso da atuação nesse negócio dependerá exclusivamente de contar com as associações certas e que estejam preferencialmente voltadas para seu ramo de atuação.

4 KPIs importantes para anunciantes no Marketing de Afiliados


Agora que esses mitos foram derrubados, a sua percepção sobre o mercado de afiliados pode não ser das melhores. Assim como outros negócios, realmente esse ramo também oferece riscos e desafios. Mas se você construir uma boa rede de afiliação, focar em sua área de atuação e investir nas campanhas adequadas poderá obter ótimos resultados.

Você também vai gostar

4 grandes erros em Marketing de Conteúdo em 2015 Recentemente, o especialista em marketing digital Gregory Kennedy, em parceria com a equipe do Kissmetrics, lançou um estudo interessante relatando os...
Porque conhecer a audiência do seu site Ao falar sobre conhecer a sua audiência não estamos falando de informações rasas: saber se são homens ou mulheres ou qual sua idade aproximada. Nem de...
Trump x Clinton: a batalha dos candidatos no ambiente do e-mail ... A eleição presidencial de 2016 dos Estados Unidos foi diferente de qualquer outra que o mundo já viu. Para entender qual é a realidade da disputa no a...
O varejo e os dados Não faz muito tempo que o varejo funcionava da seguinte forma: haviam várias lojas pequenas nos bairros e os seus donos conheciam cada cliente, suas f...
Poupe tempo ao criar o e-mail marketing Para cuidar de campanhas de e-mail, é preciso tempo. E este é, provavelmente, um dos principais desafios enfrentados pelos profissionais, especialment...
Livestream para e-commerce: Uma poderosa ferramenta de Marketing... A criação de conteúdo original através de posts em blogs e redes sociais têm sido uma poderosa ferramenta para gerar leads. Com a interação contínua, ...
Por que a sua campanha não está convertendo tanto Parece complexo, mas a verdade é que podemos resumir a razão que não deixa a sua conversão ser tão boa numa única palavra: relevância. Ou melhor, a fa...
O perfil dos brasileiros interessados em esportes Alguns preferem assistir e torcer. Outros preferem praticar. De uma forma geral, é fácil ver como os brasileiros interessados em esportes. Mesmo porqu...
Cinco ações para motivar afiliados e aumentar as vendas Já falamos sobre as vantagens de apostar no Marketing de Afiliados e no seu custo/benefício para os e-commerces. Esse tipo de publicidade permite ao a...
Configure o Google Analytics no e-commerce corretamente Google Analytics: Configure corretamente e descubra se sua loja virtual está bem de verdade (Bônus: Enhanced Ecommerce) Depois de muito tempo eu apren...

SEGREDOS DO E-COMMERCE

Receba as novidades toda semana

3 comentários sobre “5 mitos sobre o mercado de Afiliados”

  • O marketing de afiliados é bom negócio para um e-commerce eu tenho um e-commerce ainda no começo , que quando apliquei um sistema simples de pagamento de comissão de 10% começou a gerar resultados melhores, com os produtos digitais muito afiliados correm para ele pois tem comissões melhores, mas escolhendo os afiliados que trabalham com SEO da maneira correta ou com autoridade em redes sociais principalmente youtube os resultados podem ser muito bom. Parabéns pelo artigo

  • Estava procurando assuntos relacionados ao marketing de afiliado e cheguei até aqui. Achei o conteúdo bem interessante, sei que essa jornada não é prá qualquer um, pois como você disse, oferece riscos e desafios.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar essas tags HTML e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>